Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.710,03
    -3.253,98 (-2,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.748,41
    -906,88 (-1,83%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,59
    -0,49 (-0,74%)
     
  • OURO

    1.819,90
    -2,90 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    50.324,99
    -6.720,38 (-11,78%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.385,83
    -178,01 (-11,38%)
     
  • S&P500

    4.063,04
    -89,06 (-2,14%)
     
  • DOW JONES

    33.587,66
    -681,50 (-1,99%)
     
  • FTSE

    7.004,63
    +56,64 (+0,82%)
     
  • HANG SENG

    27.955,06
    -275,98 (-0,98%)
     
  • NIKKEI

    27.628,73
    -518,78 (-1,84%)
     
  • NASDAQ

    13.060,00
    +61,50 (+0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4095
    +0,0040 (+0,06%)
     

Bolsonaro reitera ameaças veladas e diz saber onde está "câncer" que existe no Brasil

Ricardo Brito
·1 minuto de leitura
Presidente Jair Bolsonaro em Brasília

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira que sabe onde está o "câncer" que precisa ser vencido no Brasil para ganhar o que chamou de guerra, e voltou a dizer que o governo federal vai agir dentro das quatro linhas da Constituição para restabelecer a ordem no país.

As declarações em tom de ameaça de Bolsonaro --que não especificou a quem se referia-- ocorrem no momento de escalada de falas do presidente em meio a críticas à gestão federal no enfrentamento da pandemia de Covid-19, de recentes decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) e queda de popularidade dele registrada em pesquisas de opinião.

"Sei onde está o câncer do Brasil, nós temos como ganhar essa guerra se esse câncer for curado", disse ele, durante sua transmissão semanal ao vivo pelas redes sociais.

Segundo Bolsonaro, o governo federal vai agir dentro das "quatro linhas" da Constituição para restabelecer a ordem do Brasil. Ele disse que é a população quem dita os rumos do país.