Mercado fechará em 5 h 7 min
  • BOVESPA

    117.632,72
    +434,90 (+0,37%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.052,52
    +206,69 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,28
    +0,52 (+0,59%)
     
  • OURO

    1.719,30
    -1,50 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    20.061,22
    +168,94 (+0,85%)
     
  • CMC Crypto 200

    457,00
    -6,13 (-1,32%)
     
  • S&P500

    3.768,50
    -14,78 (-0,39%)
     
  • DOW JONES

    30.138,03
    -135,84 (-0,45%)
     
  • FTSE

    6.971,84
    -80,78 (-1,15%)
     
  • HANG SENG

    18.012,15
    -75,82 (-0,42%)
     
  • NIKKEI

    27.311,30
    +190,77 (+0,70%)
     
  • NASDAQ

    11.581,25
    -42,50 (-0,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0990
    -0,0372 (-0,72%)
     

Bolsonaro recua e diz que 'bancos não perderam quase nada com o Pix'

*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 23.08.2022 - O presidente Jair Bolsonaro participa da abertura do Congresso Aço Brasil 2022 no Hotel Unique, em São Paulo. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 23.08.2022 - O presidente Jair Bolsonaro participa da abertura do Congresso Aço Brasil 2022 no Hotel Unique, em São Paulo. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou atrás nesta terça-feira (30) de declarações anteriores e disse que "os bancos não perderam quase nada" com a criação do Pix.

No final de julho, Bolsonaro havia declarado que a adesão de banqueiros à carta pela democracia era uma retaliação por causa da instituição do novo mecanismo de movimentação financeira.

"Você pode ver, esse negócio de carta aos brasileiros, à democracia, os banqueiros estão patrocinando. É o Pix que eu dei paulada neles, os bancos digitais que nós facilitamos", disse então o presidente a apoiadores no cercadinho do Palácio da Alvorada.

Nesta terça, ele afirmou em evento com presidenciáveis organizado pela União de Entidades do Comércio e Serviços: "Os bancos não perderam quase nada com isso daí porque ganharam 6 milhões de contas e os bancos têm mecanismos para fazer com que seu lucro não diminua".

A posição anterior de Bolsonaro, de que os banqueiros haviam perdido com o Pix, foi endossada então pelo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira. "Então, presidente, se o senhor faz alguém perder 40 bilhões por ano para beneficiar os brasileiros, não surpreende que o prejudicado assine manifesto contra o senhor", escreveu nas redes sociais.

Antes do recuo de Bolsonaro, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, já havia declarado que o raciocínio de que as instituições financeiras perderam dinheiro com o Pix não fazia sentido.

Nesta terça, Bolsonaro foi na mesma linha de Neto. "Ninguém quer interferir em banco, isso tem a ver com taxa que cobra com questão de empréstimo e acredito que livre mercado é a melhor maneira de a gente viver em paz e harmonia e não mais sonharmos, mas termos certeza do progresso", afirmou Bolsonaro.