Mercado fechará em 3 h 26 min
  • BOVESPA

    113.819,26
    -1.243,28 (-1,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.192,33
    +377,16 (+0,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,36
    -0,25 (-0,34%)
     
  • OURO

    1.753,70
    -41,10 (-2,29%)
     
  • BTC-USD

    48.052,29
    -200,55 (-0,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.234,22
    +0,93 (+0,08%)
     
  • S&P500

    4.461,03
    -19,67 (-0,44%)
     
  • DOW JONES

    34.686,69
    -127,70 (-0,37%)
     
  • FTSE

    7.027,48
    +10,99 (+0,16%)
     
  • HANG SENG

    24.667,85
    -365,36 (-1,46%)
     
  • NIKKEI

    30.323,34
    -188,37 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    15.427,75
    -76,25 (-0,49%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1827
    -0,0133 (-0,21%)
     

Bolsonaro publica MP que dispensa leilão para construção de ferrovia

·1 minuto de leitura
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 24.08.2021 - O presidente Jair Bolsonaro recebe o presidente de Guiné-Bissau, general Umaro Sissoco Embaló, em visita oficial ao Palácio do Planalto, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 24.08.2021 - O presidente Jair Bolsonaro recebe o presidente de Guiné-Bissau, general Umaro Sissoco Embaló, em visita oficial ao Palácio do Planalto, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) publicou nesta segunda-feira (30) a medida provisória que dispensa a obrigatoriedade de leilão para construir ferrovia.

Hoje todas as construções ocorrem por meio de concessões. A MP do Novo Marco Legal do Transporte Ferroviário estabelece uma nova modalidade de outorga, por autorização.

Neste caso, a empresa se compromete com investimento e é feito um contrato. Só ocorre licitação caso haja mais de uma interessada.

De acordo com o Palácio do Planalto, também poderá ser autorizada a exploração de "trechos sem operação, devolvidos, desativados ou ociosos".

A MP estabelece ainda a possibilidade de outorga por permissão, além de concessão, como já é hoje. Nos dois casos, há licitação, mas o primeiro se dá por prazo indeterminado.

Quando for por "permissão", o contrato pode ser revogado a qualquer momento, sem necessidade de indenização.

Se a construção da ferrovia se der apenas em áreas privadas, isso poderá ocorrer mediante "mero registro junto à ANTT [Agência Nacional de Transportes Terrestres]".

A medida provisória simplifica também prevê que, para ser Operador Ferroviário Independente, basta apresentar documentação obrigatória à ANTT e a autorização será automática.

As novas regras, segundo o governo, visam "atrair investimentos privados para o setor ferroviário, expandindo a capacidade de transporte pelo modo ferroviário e reduzindo os custos logísticos no país."

Dados do Ministério da Infraestrutura mostram que a extensão da malha ferroviária nacional de hoje é semelhante à de 1922: cerca de 29 mil km.

A MP foi elaborada pelo ministro Tarcísio de Freitas. Em julho, ele já havia anunciado a medida para regular as ferrovias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos