Mercado fechado

Bolsonaro diz ser de 2015 vídeo que cita facada de 2018 e hashtag #BolsonaroMentiroso viraliza

Bolsonaro afirmou que vídeo com imagens da facada de 2018 é de 2015 (Foto: Reprodução)

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Presidente afirmou que vídeo chamando população para manifestação é de 2015, mas gravação tem imagens da facada em 2018 e da posse dele em 2019

  • Ele diz estar “apanhando” de “praticamente quase toda a mídia brasileira”

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) negou na última quinta-feira (27) que esteja incentivando protestos contra os poderes Legislativo e Judiciário. Em transmissão ao vivo nas redes sociais, ele acusou a jornalista Vera Magalhães de mentir ao dizer que recebeu dele por WhatsApp um vídeo convocando a população para manifestações no dia 15, já que, segundo o presidente, as imagens seriam de 2015. O problema: a gravação tem imagens muito posteriores a essa data, como as manifestações de 2016 ou o atentado sofrido por ele mesmo em 2018. Em resposta, a hashtag #BolsonaroMentiroso chegou aos assuntos mais comentados do momento no Twitter brasileiro.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Na transmissão ao vivo, Bolsonaro disse estar “apanhando” de “praticamente quase toda a mídia brasileira”. Ele afirmou que, na verdade, a manifestação a que se referia no vídeo aconteceu no dia 15 de março de 2015, que também caiu em um domingo. Prometeu postar as imagens em seu Facebook, mas não cumpriu a promessa.

Leia também

Para comprovar seu argumento, Bolsonaro afirma que, nas imagens divulgadas pela repórter, está com o semblante muito mais jovem. Um vídeo de 2015 com o presidente falando para a câmera realmente circula nas redes sociais como se fosse o publicado pela jornalista, mas a informação é falsa.

No vídeo recebido pela repórter via WhatsApp do presidente, ele não aparece falando: uma narração emotiva se sobrepõe a imagens da história recente do país, como os protestos pró-impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e a posse de Jair Bolsonaro. Ele disse, também, que a jornalista só conseguiu um print do vídeo, o que também não é verdade: ela publicou todas as imagens.

No Twitter, internautas chamam a atenção para mentira compartilhada pelo presidente: