Mercado fechado

Bolsonaro ganha 'quadro de balas' com símbolo do novo partido

Quadro foi um presente ao presidente Jair Bolsonaro. (Foto: Reprodução/Twitter)

O lançamento do Aliança Pelo Brasil, novo partido do presidente Jair Bolsonaro (PSL), teve como atração não só o próprio chefe do Palácio do Planalto. Além da sigla, outro “presente” de Bolsonaro foi um quadro feito com cartuchos de munição de grosso calibre, formando o símbolo e o nome do partido.

A defesa do porte de armas foi uma das bandeiras levantadas pelo presidente durante o evento, realizado no fim da manhã desta quinta-feira (21), em um hotel de luxo, em Brasília (DF).

Leia também

A obra foi realizada pelo artista Rodrigo Camacho, a pedido do deputado estadual Delegado Péricles (PSL-AM), e teria demorado dois dias para ser confeccionada e pesa 50 kg. Ao todo, foram utilizados 4 mil cartuchos de armas diversas e de calibres .40, .50, 762 e 556 doados pelo Exército após treinamentos internos da corporação.

O PARTIDO

O partido em criação Aliança pelo Brasil será comandado por Bolsonaro e terá o senador Flávio Bolsonaro, seu primogênito, como vice-presidente. A executiva foi anunciada em evento na manhã desta quinta-feira, em um hotel de luxo de Brasília. Completam a cúpula da legenda o ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Admar Gonzaga, que será o primeiro-secretário, e a advogada Karina Kufa, para a tesouraria.

A comissão provisória de trabalho do partido é integrada por outras 11 pessoas, entre eles o filho homem mais novo do presidente, Jair Renan Bolsonaro, e dois assessores do seu gabinete no Palácio do Planalto, Sérgio Rocha Cordeiro e Tércio Arnaud. Assessor do deputado Eduardo Bolsonaro, Carlos Eduardo Guimarães também está no grupo.

Primeiro a chegar ao evento de lançamento do partido Flávio Bolsonaro afirmou que até o final do ano a equipe já terá as 492 mil assinaturas necessárias para a homologação da legenda. O evento foi transmitido ao vivo, pelo Facebook, na página oficial do partido.