Mercado fechará em 3 mins

Bolsonaro entrará oficialmente na campanha de Crivella, diz deputado

Cristian Klein
·2 minuto de leitura

Otoni de Paula (PSC) teve um café da manhã com o presidente, de onde saiu com a informação de que ele fará uma declaração de apoio na sua live semanal Coube ao deputado federal Otoni de Paula (PSC), até pouco tempo atrás um ferrenho opositor de Marcelo Crivella (Republicanos), o anúncio de que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) entrará oficialmente na campanha à reeleição do prefeito. Otoni teve um café da manhã com Bolsonaro, nesta quarta-feira, em Brasília, de onde saiu com a informação de que o presidente fará uma declaração de apoio a Crivella, amanhã, durante sua live semanal. Bolsonaro também deve gravar um vídeo para divulgação nas redes sociais do prefeito e na propaganda eleitoral em rádio e TV. Até o momento, Crivella estava autorizado a usar, e tem exibido maciçamente, imagens de arquivo ao lado de Bolsonaro, mas sem uma mensagem explícita de apoio. Reprodução YouTube Otoni de Paula, que já afirmou que votaria em qualquer candidato, menos em Crivella, mudou de posição a pedido de Bolsonaro. O presidente e aliados andam preocupados com os rumos da eleição no Rio, onde o prefeito patina nas pesquisas e está em segundo lugar, numérica e tecnicamente empatado, respectivamente, com a deputada estadual Martha Rocha (PDT), com 13%, e a deputada federal Benedita da Silva (PT), com 10%, segundo o último Datafolha. Bolsonaro pretendia mergulhar na campanha apenas no segundo turno, mas vai antecipar os planos, com o risco de a candidatura naufragar. Crivella publicou há pouco em suas redes sociais que fará uma live com Otoni de Paula, nesta quarta, às 17h, na qual tratarão do apoio de Bolsonaro a ele. Mais cedo, o deputado federal postou em seus perfis: “Acabei de sair de um delicioso café da manha com o meu líder, nosso capitão e presidente. Tratamos sobre sua participação na campanha do prefeito Crivella já agora no primeiro turno. Bolsonaro é Crivella no 1º turno!!” Nas redes sociais de Otoni, no entanto, muitos seguidores cobraram coerência do parlamentar ou disseram que, desta vez, não seguirão a recomendação de voto de Bolsonaro. Crivella tem a maior rejeição entre os candidatos a prefeito do Rio: 58% dos entrevistados afirmaram que não votam no prefeito “de jeito nenhum”. O líder na corrida municipal é o ex-prefeito Eduardo Paes (DEM), com 28%.