Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,66 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,39 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,35
    +0,46 (+0,42%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,90 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    29.424,54
    +403,07 (+1,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,34
    -23,03 (-3,42%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,77 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.838,00
    -40,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1528
    -0,0660 (-1,26%)
     

Bolsonaro diz que reajuste de 5% 'desagrada a todo mundo', mas é o possível

*ARQUIVO* BRASILIA, DF,  BRASIL,  19-04-2022, 18h00. O presidente Jair Bolsonaro participa de Cerimônia do Dia do Exército, com a Imposição da Ordem do Mérito Militar e da Medalha Exército Brasileiro (Foto: Gabriela Bilo /Folhapress)
*ARQUIVO* BRASILIA, DF, BRASIL, 19-04-2022, 18h00. O presidente Jair Bolsonaro participa de Cerimônia do Dia do Exército, com a Imposição da Ordem do Mérito Militar e da Medalha Exército Brasileiro (Foto: Gabriela Bilo /Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse nesta sexta-feira (29) que a proposta de reajustar em 5% o salário de servidores federais "desagrada a todo mundo".

Ele voltou a tentar se afastar das críticas de categorias que cobram aumento maior. Pediu ainda compreensão e sugestões da população.

"Coloquei na mesa o problema. Vamos lá, estou agora aguardando sugestões de vocês", disse o presidente em entrevista à rádio Metrópole FM, de Cuiabá (MT)

"Parece que desagrada a todo mundo [conceder o reajuste de 5%]. Alguns falam, então dá zero. Não pode fazer isso aí, tem muita gente que se for nessa linha, 5% interessa a eles. Nós dois últimos meses a inflação passou de 3%, o negócio está pegando pesado para todo mundo", disse Bolsonaro.

O presidente afirmou que estuda igualar o teto das carreiras de policiais rodoviários federais e de agentes da polícia federal.

"Como vai se comportar a Polícia Federal? Vai dizer que é contra? Entrar em greve? Peço a todos que estão me ouvindo: se coloquem no meu lugar, apresentem alternativas", disse o presidente.

"Quero ajudar a todos os servidores no Brasil, sempre defendi o reajuste. Mas não tem como dar mais do que temos nesse momento [5%], custa R$ 7 bilhões", declarou ainda.

Como antecipou o jornal Folha de S.Paulo, Bolsonaro decidiu, em reunião no dia 13 de abril, conceder um reajuste de 5% para todos os servidores públicos federais a partir de 1º de julho, mesmo sem espaço suficiente no Orçamento.

O Orçamento de 2022 só tem reservado o valor de R$ 1,7 bilhão para reajustes ou reestruturações de carreiras de servidores neste ano. A ideia de Bolsonaro era só privilegiar agentes da PF, PRF e Depen ( (Departamento Penitenciário Nacional).

"O estudo vazou rapidamente e outras categorias, que são importantes, começaram a ameaçar o governo, 'vamos parar o Brasil"', disse Bolsonaro.

O custo total do reajuste linear de 5% é estimado em R$ 7,9 bilhões em 2022, o que irá forçar cortes de verbas em outras áreas.

"Não sou o dono da caneta bic para solucionar esse problema", disse Bolsonaro em outro trecho da entrevista.

O presidente reconheceu que o aumento direcionado aos policiais poderia ser questionado e derrubado na Justiça, "tendo em vista eu estar privilegiando categorias que são simpáticas a minha pessoa".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos