Mercado fechado

Bolsonaro diz esperar PIB maior em 2020 apesar do coronavírus

Fabio Murakawa

Economia brasileira cresceu 1,1% no ano passado O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira esperar que o desempenho da economia melhore neste ano, apesar do surto de coronavírus que atinge diversos países do mundo, com casos inclusive no Brasil.

Bolsonaro foi questionado por jornalistas ao chegar ao Palácio da Alvorada sobre o resultado do PIB, divulgado hoje, e que cresceu 1,1%, segundo revelou hoje o IBGE (Instituto Brasileiro de Geogravia e Estatística).

"Espero que sim [dê para melhorar]. Apesar do problema do coronavírus, espero que sim", afirmou o presidente. Bolsonaro ressaltou que o PIB não foi negativo, como em 2015 e 2016. Mas admitiu que o resultado "baixou um pouquinho em relação ao [governo Michel] Temer".

"Mas nós estamos com o melhor semestre desde 2013, se eu não me engano", afirmou. Questionado sobre a frustração de expectativas do próprio governo, com previsões que chegaram a superar a casa de 2%, Bolsonaro respondeu: "É o que eu sempre falo: expectativa bota o mais baixo possível, para evitar justamente esse tipo de pergunta".

O presidente já havia sido questionado por repórteres sobre o desempenho da economia brasileira. Ao deixar o Palácio do Alvorada, pela manhã, Bolsonaro olhou para o humorista Márvio Lúcio, que estava ao seu lado, e afirmou: "O que é PIB? Pergunta o que é PIB”. Em seguida, completou: “[Pergunta para] Paulo Guedes, Paulo Guedes".

Ao longo do dia, porém, membros da equipe econômica reforçaram que o crescimento de 1,1% veio em linha com o esperado e indicaram uma expansão de 2% para este ano mesmo considerando os efeitos do coronavírus.