Mercado fechado

Bolsonaro discute ampliação de comércio e parcerias com Rússia e África do Sul

Matheus Schuch

O presidente Jair Bolsonaro teve reuniões bilaterais com os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e da África do Sul, Cyril Ramaphosa, à margem da cúpula do BRICS.

De acordo com a assessoria do Planalto, no encontro com Putin a ampliação dos fluxos de comércio e investimentos foi “objeto de especial atenção”. Os líderes discutiram a remoção de entraves ao comércio de produtos do setor agropecuário e a diversificação da pauta comercial.

“O lado russo demonstrou interesse em novos aportes no setor de energia. Saudou, ainda, a realização de um evento do Programa de Parcerias de Investimentos em Moscou, no final deste mês, para apresentar oportunidades em infraestrutura”, destacou o Planalto. Bolsonaro e Putin também reforçaram disposição de aprofundar o intercâmbio em áreas como geolocalização, tecnologia espacial e biotecnologia.

Com Ramaphosa, a conversa abordou parcerias estratégicas nas áreas agrícola, de biocombustíveis e Defesa.

“O lado sul-africano ressaltou, na reunião, o desejo em aprofundar a parceria em biocombustíveis. O lado brasileiro mostrou-se pronto a compartilhar sua bem-sucedida experiência nessa área”, afirmou o Planalto.

Bolsonaro e Ramaphosa também indicaram a busca por opções de intercâmbio na área agrícola. Na área de Defesa, manifestaram intenção de mante cooperação no desenvolvimento de projetos conjuntos de alta tecnologia.

Ainda segundo a assessoria do governo brasileiro, os presidentes conversaram sobre o estreitamento dos laços no campo jurídico, com a negociação de novos acordos, e da possibilidade de promover maior intercâmbio esportivo.

A imprensa não pôde acompanhar os encontros. Mais cedo, foi encerrada em Brasília a cúpula do BRICS, que reuniu nesta semana os chefes de Estado do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.