Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.710,03
    -3.253,98 (-2,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.748,41
    -906,88 (-1,83%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,72
    +0,44 (+0,67%)
     
  • OURO

    1.815,90
    -20,20 (-1,10%)
     
  • BTC-USD

    54.434,14
    -2.337,08 (-4,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.471,05
    -92,78 (-5,93%)
     
  • S&P500

    4.063,04
    -89,06 (-2,14%)
     
  • DOW JONES

    33.587,66
    -681,50 (-1,99%)
     
  • FTSE

    7.004,63
    +56,64 (+0,82%)
     
  • HANG SENG

    28.231,04
    +217,23 (+0,78%)
     
  • NIKKEI

    28.147,51
    -461,08 (-1,61%)
     
  • NASDAQ

    12.965,25
    -380,75 (-2,85%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4044
    +0,0590 (+0,93%)
     

Bolsonaro confirma que passará por nova cirurgia para corrigir hérnia

Dimitrius Dantas
·2 minuto de leitura

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro confirmou nesta sexta-feira que deve passar por mais uma cirurgia como consequência do atentado sofrido em setembro de 2018, quando era candidato à Presidência e foi atingido por uma facada.

Nesta sexta, questionado por um apoiador, Bolsonaro brincou com a necessidade de um novo procedimento.

— Tu é muito curioso, hein, cara? Eu estou ficando meio barrigudo, acho que vai ser lipoaspiração. Pega mal, também, fazer lipo, botox, né? Mas talvez esse ano mais umazinha, mas é tranquila. Hérnia. Eu tenho uma tela aqui na frente, tá saindo o bucho pelo lado, então tem que botar uma tela do lado — afirmou.

Essa será a sétima cirurgia do presidente desde o atentado de setembro de 2018, embora nem todas elas tenham sido devido ao ataque sofrido pelo então candidato. O presidente foi operado no dia da facada, ainda em Juiz de Fora. Dias depois, passou por uma nova cirurgia para desobstrução do intestino.

Após assumir a presidência, fez uma cirurgia para retirar a bolsa de colostomia. Em setembro de 2019, passou por uma cirurgia para retirada de uma hérnia na cicatriz de uma das operações anteriores, que é normal em operações no intestino.

Além disso em 2020, Bolsonaro realizou duas cirurgias que não tinham relação com o ataque. Em janeiro, o presidente realizou uma vasectomia, procedimento realizado por homens que não desejam mais ter filhos. Em setembro do ano passado, o presidente retirou um cálculo renal.

Durante a conversa no Palácio do Alvorada, gravada e publicada nas redes sociais por apoiadores do presidente, Bolsonaro falou que será "o último" a se vacinar. O presidente disse que deixará que outras pessoas, que estão "apavoradas", possam se imunizar antes.

— Tem muita gente apavorada, aguardando a vacina. Deixa as pessoas tomarem na minha frente. Eu vou tomar, mas por último. Acho uma atitude louvável. Tem gente que não sai de casa, está apavorada dentro de casa — afirmou.