Mercado fechará em 2 h 15 min
  • BOVESPA

    108.258,40
    -143,88 (-0,13%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.163,77
    -191,09 (-0,40%)
     
  • PETROLEO CRU

    90,43
    -0,33 (-0,36%)
     
  • OURO

    1.811,60
    +6,40 (+0,35%)
     
  • BTC-USD

    23.072,97
    -867,27 (-3,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    535,98
    -21,37 (-3,83%)
     
  • S&P500

    4.115,04
    -25,02 (-0,60%)
     
  • DOW JONES

    32.735,22
    -97,32 (-0,30%)
     
  • FTSE

    7.488,15
    +5,78 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    20.003,44
    -42,33 (-0,21%)
     
  • NIKKEI

    27.999,96
    -249,28 (-0,88%)
     
  • NASDAQ

    12.992,50
    -190,75 (-1,45%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2426
    +0,0332 (+0,64%)
     

Bolsonaro cancela jantar com empresários em SP marcado para dia 11

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro (PL) não vai mais jantar com empresários do grupo Esfera Brasil no dia 11 de agosto em São Paulo.

O encontro estava marcado para a mesma data em que manifestos pela democracia serão lidos na Faculdade de Direito da USP.

Bolsonaro também tinha antecipado visita à Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de SP) para o mesmo dia, para participar de um debate com industriais sobre programa de governo. Mas desde ontem sinalizou que pode cancelar a reunião.

Embora a Fiesp e o grupo Esfera Brasil sejam organizações apartidárias que têm convidado lideranças de todas as agremiações políticas para reuniões e debates, a coincidência poderia transformar os eventos com o presidente em contrapontos ao ato pró-democracia.

A saia justa seria evidente: a "Carta às brasileiras e aos brasileiros em Defesa do Estado Democrático de Direito" conta com forte apoio de empresários e banqueiros e será lida no dia 11 em um evento no largo de São Francisco, onde fica a Faculdade de Direito da USP.

Na mesma data, outro manifesto, assinado inclusive pela própria Fiesp e por entidades como a Febraban (Federação Nacional dos Bancos), também será lido.

Com 700 mil assinaturas até esta quarta (3), a carta conta ainda com o endosso de juristas, procuradores, artistas, políticos e personalidades de diversas áreas.

A agenda de Bolsonaro para o dia 11, desta forma, segue confusa e ainda não está claro se ele manterá o evento na Fiesp ou se buscará novos encontros com outros empresários.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos