Mercado fechará em 4 h 14 min
  • BOVESPA

    108.890,01
    -2.649,79 (-2,38%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.015,04
    +332,85 (+0,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    60,89
    +1,14 (+1,91%)
     
  • OURO

    1.707,50
    -26,10 (-1,51%)
     
  • BTC-USD

    50.748,30
    +1.328,73 (+2,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.015,28
    +27,19 (+2,75%)
     
  • S&P500

    3.854,63
    -15,66 (-0,40%)
     
  • DOW JONES

    31.465,27
    +73,75 (+0,23%)
     
  • FTSE

    6.634,67
    +20,92 (+0,32%)
     
  • HANG SENG

    29.880,42
    +784,56 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    29.559,10
    +150,93 (+0,51%)
     
  • NASDAQ

    12.859,75
    -195,50 (-1,50%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,9318
    +0,0697 (+1,02%)
     

Bolsonaro afirma que fará na 6ª anúncio sobre combustíveis

Lisandra Paraguassu
·1 minuto de leitura
Presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto

Por Lisandra Paraguassu

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira que irá se reunir na sexta-feira com representantes de caminhoneiros, taxistas e outros setores para anunciar mudanças no setor de combustíveis e na cobrança de impostos no setor.

Bolsonaro, que falou em discurso em um evento no Paraná, afirmou que não poderia dar detalhes do que seria anunciado, mas disse ainda que o imposto cobrado pelo governo federal, o PIS/Cofins, é previsível, em 33 centavos por litro, mas que o ICMS, cobrado pelos Estados, "pode mudar de hoje para amanhã."

"Precisamos de previsibilidade", disse, agradecendo ainda os caminhoneiros por não terem aderido à greve marcada para a última segunda-feira.

Consultado, o Palácio do Planalto não soube explicar qual será o evento na sexta-feira a que Bolsonaro se referiu.