Mercado fechará em 54 mins
  • BOVESPA

    123.738,73
    +1.937,94 (+1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.971,49
    +103,17 (+0,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,25
    -2,70 (-3,65%)
     
  • OURO

    1.819,50
    +2,30 (+0,13%)
     
  • BTC-USD

    39.706,05
    -1.312,50 (-3,20%)
     
  • CMC Crypto 200

    972,35
    +11,45 (+1,19%)
     
  • S&P500

    4.399,98
    +4,72 (+0,11%)
     
  • DOW JONES

    34.932,94
    -2,53 (-0,01%)
     
  • FTSE

    7.081,72
    +49,42 (+0,70%)
     
  • HANG SENG

    26.235,80
    +274,77 (+1,06%)
     
  • NIKKEI

    27.781,02
    +497,43 (+1,82%)
     
  • NASDAQ

    14.991,25
    +35,50 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1217
    -0,0663 (-1,07%)
     

Bolsonaro é hospitalizado para investigar causa de soluços, diz nota da Presidência

·1 minuto de leitura

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro deu entrada nesta quarta-feira no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, a fim de realizar exames para investigar a causa de soluços que o acometem, informou a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência em comunicado.

A internação se deu por orientação de sua equipe médica, segundo a nota.

“Por orientação médica, o presidente ficará sob observação, no período de 24 a 48 horas, não necessariamente no hospital. Ele está animado e passa bem”, disse o comunicado.

Pouco antes, uma fonte havia confirmado à Reuters a informação da internação.

Bolsonaro, que nos últimos dias tem se queixado de soluço, já teve uma agenda de compromisso cancelada desta quarta. A assessoria de imprensa do presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, informou o cancelamento da reunião entre os presidentes dos Poderes Judiciário, Executivo e Legislativo que aconteceria nesta manhã.

“O encontro será oportunamente reagendado”, informou a nota do STF.

Essa reunião era vista como um passo para reduzir as tensões entre os Poderes após Bolsonaro ter ameaçado não aceitar o eventual resultado das eleições de 2022 se não houver mudança no sistema de votação. Ele quer a adoção da impressão do voto para urnas eletrônicas, o que, em sua alegação sem provas, poderia evitar eventuais fraudes.

O presidente, que fez 66 anos em março e aparenta gozar de um bom estado de saúde, tem passado desde 2018 por uma série de cirurgias e internações hospitalares após ter sido alvo ainda na campanha eleitoral de um atentado à faca no interior de Minas Gerais.

This article was originally posted on FX Empire

More From FXEMPIRE:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos