Bolsas de NY viram e caem após indicador e Reid

As Bolsas de Nova York viraram e passaram a operar com desvalorização nesta quinta-feira, após o Conference Board divulgar que seu índice de confiança do consumidor caiu para 65,1 em dezembro, de 71,5 em novembro, e bem abaixo das estimativas dos analistas, de 70,0. Quem também colaborou para o fim de qualquer otimismo foi o líder da maioria no Senado dos Estados Unidos, o democrata Harry Reid.

O parlamentar disse que os EUA parecem estar se dirigindo para o chamado abismo fiscal e criticou o presidente da Câmara dos Representantes, o republicano John Boehner. Segundo ele, a Câmara está sendo governada "por uma ditadura". Reid não apresentou um plano fiscal para votação, como alguns analistas especulavam, e insistiu para que Boehner coloque em votação na Câmara um projeto já aprovado pelo Senado, que prorroga cortes de impostos para contribuintes que ganham até US$ 250 mil por ano.

Por volta das 13h20 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,45%, o Nasdaq recuava 0,43% e o S&P 500 perdia 0,52%. As informações são da Dow Jones.

Carregando...