Bolsas de NY têm leve queda por realização de lucros

As Bolsas de Nova York fecharam em leve queda nesta segunda-feira, com o fim da euforia após o pacto fiscal na semana passada, que fez os mercados registrarem o maior ganho semanal em mais de um ano. Além da realização de lucro, a agenda de indicadores vazia deixou os investidores sem direção. A expectativa agora é com a temporada de balanços corporativos, que começa na terça-feira (08).

O índice Dow Jones perdeu 50,92 pontos (0,38%), fechando a 13.384,29 pontos. O Nasdaq recuou 2,85 pontos (0,09%), encerrando a 3.098,81 pontos. E o S&P 500 teve retração de 4,58 pontos (0,31%), para finalizar a 1.461,89 pontos. Para Jason Pride, diretor de estratégia de investimento da Glenmede, a queda desta sessão parece representar "um período de consolidação após os ganhos observados na semana passada".

No noticiário corporativo, as ações do setor bancário fecharam majoritariamente em alta, após as autoridades reguladoras dos EUA anunciarem um acordo de US$ 8,5 bilhões com dez bancos para encerrar um processo relacionado a irregularidades na execução de hipotecas. Outro fator positivo para o setor foi a flexibilização no cronograma para a implementação das regras de capital de Basileia 3, anunciada pelo Banco de Compensações Internacionais (BIS, na sigla em inglês). O prazo final passou para 2019. O Citigroup ganhou 0,09% e o JPMorgan avançou 0,11% neste pregão.

Enquanto isso, as ações do Bank of America perderam 0,17%, após a instituição anunciar que chegou a um acordo de cerca de US$ 10,35 bilhões com a agência hipotecária Fannie Mae para solucionar queixas sobre empréstimos gerados pelo banco e vendidos para a Fannie Mae até o fim de 2008.

Na terça-feira (08), a atenção dos investidores se volta para o balanço da mineradora Alcoa, que sai após o fechamento do mercado e dá início à temporada de resultados corporativos. Nesta segunda, as ações da companhia perderam 1,73%. Analistas esperam que a empresa reporte um lucro 2,8% maior no último trimestre do ano passado, na comparação com o mesmo período de 2011.

"Não será difícil esta temporada de balanço se mostrar melhor do que a anterior. A decepção não será generalizada, mas pode ser o momento de as previsões de lucro serem trazidas um pouco mais para a realidade", comenta Pride, da Glenmede.

As ações da Amazon.com subiram 3,59%, atingindo o recorde de US$ 268,46, após a empresa ter sua recomendação elevada pelo Morgan Stanley para "overweight" (acima da média do mercado). Já a Boeing perdeu 2,01%, depois de um incêndio em uma aeronave do novo modelo 787 Dreamliner, que estava estacionada, vazia, no Aeroporto Internacional Logan, em Boston. As informações são da Dow Jones.

Carregando...