Bolsas de NY têm direções opostas com dados mistos

As Bolsas de Nova York fecharam em direções divergentes nesta terça-feira em dia de sessão volátil, após indicadores mistos. As vendas no varejo dos Estados Unidos, que subiram mais que o esperado, ajudaram alguns índices a virar próximos ao fim da sessão.

O índice Dow Jones subiu 26,49 pontos (0,20%) e terminou a 13.534,89 pontos. O Nasdaq perdeu 6,72 pontos (0,21%), encerrando a 3.110,78 pontos. O S&P 500 avançou 1,66 ponto (0,11%), finalizando a sessão a 1.472,34 pontos.

As vendas no varejo dos EUA subiram 0,5% em dezembro ante novembro, para o valor sazonalmente ajustado de US$ 415,70 bilhões, informou mais cedo o Departamento do Comércio. O acréscimo foi maior do que o esperado por economistas ouvidos pela Dow Jones, que previam alta de 0,2%.

"Os resultados melhores do que o esperado das vendas no varejo foram encorajadores", disse David Joy, da Ameriprise Financial. "Outros indicadores dão o senso geral de que a economia global está melhorando e ainda existe alívio por não termos caído no abismo fiscal."

Outros dados econômicos vieram mistos. O índice de atividade industrial regional Empire State, medido pelo Federal Reserve de Nova York, voltou a piorar no começo deste ano, caindo de -7,30 em dezembro para -7,78 em janeiro, contrariando as projeções dos economistas pesquisados pela Dow Jones. O consenso dos economistas esperava uma melhora para -1,5%, revisada para -2,0. É o sexto mês seguido que o indicador fica negativo, o que indica contração da atividade.

O índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) dos EUA caiu 0,2%, em termos sazonalmente ajustados, em dezembro ante novembro, segundo o Departamento do Trabalho. Analistas ouvidos pela Dow Jones esperavam queda de 0,1%, conforme projeções revisadas. Excluindo os preços voláteis de alimentos e energia, o núcleo do PPI avançou 0,1% na mesma base de comparação, exatamente em linha com a previsão dos analistas.

Na Europa, a Alemanha anunciou que seu Produto Interno Bruto (PIB) cresceu apenas 0,7% em 2012, abaixo da expansão prevista de 0,8%, e provavelmente teve contração no quarto trimestre. Para piorar, uma fonte do governo alemão informou que a estimativa de crescimento econômico em 2013 foi revisada para 0,4%, de 1,0% anteriormente. Já a zona do euro registrou superávit comercial recorde de 13,7 bilhões de euros em novembro, acima da expectativa de 11,0 bilhões de euros.

No noticiário corporativo, as ações de tecnologia lideraram as perdas. A Apple caiu 3,2% para fechar abaixo de US$ 500 pela primeira vez desde fevereiro do ano passado. As ações da empresa têm caído desde uma alta histórica de US$ 702,10 em setembro.

O Facebook viu suas ações recuarem 2,7% após o presidente da empresa, Mark Zuckerberg, anunciar o lançamento de um gráfico de buscas na rede social. A média de negociação das ações foi mais que o dobro da vista nos últimos 30 dias.

Já a Dell avançou 7,2% em meio a rumores de que a empresa seria vendida a fundos de private equity. No after hours, no entanto, as ações da Dell operavam em queda de 0,68%, a US$ 13,08, após a informação de que o Silver Lake e outros fundos de private equity negociam acordo com a Dell, em um negócio de cerca de US$ 2 bilhões e que pode sair em uma semana. As informações são da Dow Jones.

Carregando...