Mercado fechado

Bolsas de NY operam em queda, em meio a balanços e exportações da China

Valor

Dados de comércio exterior foram considerados fracos, enquanto resultados de bancos mostram desempenho misto Os principais índices acionários em Nova York iniciaram o pregão desta terça-feira sem muita tração, com o S&P 500 e o Nasdaq em leve queda e o Dow Jones oscilando em torno da estabilidade. Os investidores reagem aos dados fracos de exportação da China, com alta de apenas 0,5% em 2019, e ao início da temporada de balanços corporativos nos EUA, com resultados mistos dos grandes bancos do país.

Por volta de 12h20, na Bolsa de Valores de Nova York (Nyse), o Dow Jones operava em leve baixa de 0,02%, a 28.902,44 pontos, enquanto o S&P 500 recuava 0,13%, para 3.283,97 pontos. O índice eletrônico Nasdaq caía 0,20%, para 9.255,16 pontos.

A desaceleração das exportações da China ocorre em meio à guerra comercial com os Estados Unidos, que já dura dois anos. Os investidores esperam agora que o acordo comercial de "fase um" seja assinado amanhã, conforme a expectativa anunciada por autoridades dos dois países, já que uma delegação chinesa viajou a Washington no início desta semana para concluir a negociação.

"O clima geral é positivo, mas o principal é a redação real do contrato", disse Edward Park, vice-diretor de investimentos em Londres da Brooks Macdonald Asset Management, à agência de notícias Dow Jones Newswires. "Os investidores precisam ver um progresso real na questão comercial."

O dia de hoje marca também o início da temporada de balanços trimestrais, com a divulgação dos balanços do Citigroup, J.P. Morgan Chase e Wells Fargo. Os balanços vieram mistos: as ações do Citigroup e do J.P. Morgan operam em alta de 2,50% e 2,47%, respectivamente, enquanto as do Wells Fargo recuam 2,72%.

Os resultados positivos do Citigroup e do J.P. Morgan impulsionam as ações do setor financeiro - o único que avança entre os onze índices setoriais do S&P 500 na sessão. O J.P. Morgan também figura como maior alta diária do Dow Jones.

Além dos bancos, a Delta Airlines divulgou resultados que vieram acima do esperado. As ações da companhia aérea subiam mais de 4%.