Bolsas de NY fecham em forte alta com acordo fiscal

As bolsas de Nova York fecharam em forte alta nesta quarta-feira, após o Congresso dos EUA aprovar um acordo para evitar uma série de aumento de impostos e cortes de gastos prevista para entrar em vigor no primeiro dia de 2013, o chamado abismo fiscal.

O índice Dow Jones fechou com avanço de 308,41 pontos (2,35%), em 13.412,55 pontos, na maior alta em um dia em mais de um ano. Em dia 31 de dezembro de 2012, o Dow Jones também havia registrado forte alta, de 166 pontos (1,3%).

O Nasdaq fechou com ganho de 92,75 pontos (3,07%), em 3.112,26 pontos. O S&P500 fechou em alta de 36,23 pontos (2,54%), em 1.462,42 pontos.

O rali, no qual todos os 30 componentes do Dow Jones e 94% das ações do S&P500 avançaram, ocorreu após a Câmara dos Representantes - equivalente à Câmara dos Deputados no Brasil - aprovar na madrugada desta quarta-feira, pelo horário de Brasília, o acordo para evitar o abismo fiscal que havia passado pelo Senado na noite de ano-novo. Com a aprovação no Congresso, o acordo vai agora para a sanção do presidente Barack Obama.

No acordo aprovado pelo Congresso, americanos que ganham mais de US$ 400 mil por ano (ou US$ 450 mil se for um casal) pagarão mais imposto de renda (a taxa subiu de 35% para 39,6%) a partir desta quarta-feira.

Além disso, o corte de gastos de programas do governo americano foi postergado por dois meses. Esses cortes equivalem a US$ 1,2 trilhão em dez anos. Benefícios a desempregados foram mantidos por mais um ano. O acordo não menciona a elevação do teto da dívida pública americana, que chegou ao limite e precisa ser aumentado.

Os bancos registraram ganhos com Bank of America (3,62%), Goldman Sachs (3,21%), Morgan Stanley (2,62%) e JPMorgan (2,27%). As ações da Zipcar saltaram 48% após o anúncio de que seria adquirida pelo Avis Budget Group por cerca de US$ 500 milhões. As informações são da Dow Jones.

Carregando...