Mercado abrirá em 4 h 53 min
  • BOVESPA

    95.368,76
    -4.236,78 (-4,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    37.393,71
    -607,60 (-1,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    37,57
    +0,18 (+0,48%)
     
  • OURO

    1.882,80
    +3,60 (+0,19%)
     
  • BTC-USD

    13.266,14
    +24,18 (+0,18%)
     
  • CMC Crypto 200

    262,67
    -10,02 (-3,68%)
     
  • S&P500

    3.271,03
    -119,65 (-3,53%)
     
  • DOW JONES

    26.519,95
    -943,24 (-3,43%)
     
  • FTSE

    5.582,80
    -146,19 (-2,55%)
     
  • HANG SENG

    24.595,79
    -113,01 (-0,46%)
     
  • NIKKEI

    23.331,94
    -86,57 (-0,37%)
     
  • NASDAQ

    11.271,25
    +138,50 (+1,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7338
    -0,0006 (-0,01%)
     

Bolsas de NY fecham em queda, no início da temporada de balanços do 3º tri

André Mizutani e Gabriel Roca
·3 minutos de leitura

O S&P 500 fechou em queda de 0,63%, enquanto o Dow Jones recuou 0,55% e o Nasdaq, que chegou a abrir em terreno positivo, cedeu 0,10% Os índices acionários de Nova York fecharam em queda nesta terça-feira (13) e interromperam uma sequência de quatro sessões consecutivas de ganhos, pressionados pelos temores sobre a interrupção nos testes da vacina em desenvolvimento pela Johnson & Johnson, enquanto os investidores avaliam o início da temporada de balanços corporativos do terceiro trimestre. O S&P 500 fechou em queda de 0,63%, a 3.511,93 pontos, enquanto o Dow Jones recuou 0,55%, a 28.679,81. O Nasdaq chegou a abrir em terreno positivo, mas se firmou em queda durante a tarde desta terça e recuou 0,10%, a 11.863,90 pontos. As ações do setor financeiro tiveram a pior performance da sessão, recuando 1,86% no S&P 500, apesar da divulgação de lucros acima do esperado do J.P. Morgan e do Citigroup, que abriram informalmente a temporada de balanços hoje. O J.P. Morgan, maior banco dos Estados Unidos, anunciou, nesta terça, que teve lucro líquido de US$ 9,443 bilhões, ou US$ 2,92 por ação no terceiro trimestre, superando com bastante folga a expectativa de consenso, de lucro de US$ 2,23 por ação, de acordo com dados colhidos pela FactSet. Mesmo com o resultado positivo, porém, a ação do banco fechou em queda de 1,62%. Os investidores estão receosos com uma queda nas receitas, de US$ 30,014 bilhões para US$ 29,941 bilhões, além do anúncio de que a companhia não retomará as recompras de ações até o fim do ano. O Citigroup, por sua vez, reportou lucro de US$ 1,40 por ação no trimestre, superando a expectativa de consenso, de US$ 0,91 por ação, também de acordo com dados da FactSet. A ação do banco, porém, cedeu 4,80% nesta terça. A ação da BlackRock, por sua vez, avançou 3,91%, após a companhia ter anunciado que seu lucro trimestral aumentou 22%, com os investidores migrando para seu conjunto de fundos de investimento em meio ao período volátil nos mercados de ações. Além dos balanços do setor financeiro, a ação da Johnson & Johnson fechou em queda de 2,29% hoje, pressionada pela notícia de que a companhia interrompeu os testes da sua candidata a vacina para a covid-19. Os testes de uma outra candidata a vacina, em desenvolvimento pela AstraZeneca, também sofreram uma interrupção e retomou os testes no Reino Unido, mas o processo permanece parado nos EUA. As ações de tecnologia, por sua vez, conseguiram se manter em terreno positivo por boa parte da sessão, mas devolveram os ganhos durante a tarde. A Apple divulgou hoje seu novo iPhone, aparelho capaz de se conectar à rede de celular 5G, o que faz os investidores apostarem que a demanda pelo novo dispositivo seja elevada. Após a alta de 6,35%, na véspera, contudo, parece haver pouco espaço para estender o rali nas ações da empresa hoje. O papel da gigante de tecnologia, empresa com o maior valor de mercado na bolsa americana, fechou em queda de 2,65%.