Mercado fechado

Bolsas de NY aceleram alta com percepção positiva sobre EUA e China

Valor

Índices S&P 500 e Nasdaq superam máximas históricas intradiárias Os principais índices acionários de Nova York abriram a sessão desta segunda-feira em alta, com os investidores novamente otimistas sobre as negociações comerciais entre Estados Unidos e China, e passaram a acelerar os ganhos no fim da manhã.

Impulsionados por sinais de que os dois lados se aproximam da assinatura do acordo comercial "de primeira fase", o S&P 500 e o Nasdaq superaram, no fim da manhã, suas máximas históricas intradiárias na sessão.

Na Bolsa de Valores de Nova York (Nyse), o S&P 500 avançava 0,59% nas máximas do dia, aos 3.128,86 pontos, superando seu recorde anotado em 19 de novembro. O Nasdaq também ultrapassava sua máxima anterior, registrada na mesma sessão, em alta de 0,97%, para 8.603,19 pontos.

No mesmo horário, o Dow Jones apresentava ganhos de 0,48% e voltava ao patamar dos 28 mil pontos, a exatos 28.012,99 pontos. O recorde intradiário do Dow Jones é de 28.090,21 pontos.

O jornal Global Times, visto como porta-voz de Pequim para a comunidade internacional, afirmou no fim de semana que um acordo comercial estava "muito próximo", o que injetou otimismo aos mercados hoje, junto com o anúncio da China de que planeja melhorar a proteção dos direitos de propriedade intelectual - um dos principais pontos problemáticos nas negociações com os EUA.

O conselheiro de segurança nacional dos EUA, Robert O'Brien, também disse no sábado que um acordo era possível até o fim do ano.

Ibovespa opera estável com atenção à disputa comercial EUA-China

Bolsas europeias operam em alta com bom humor comercial e corporativo

Bolsas da Ásia fecham em alta com expectativa de acordo entre EUA e China

"Parece que agora há motivo para otimismo novamente, depois de relatos de que a China está aberta a regras mais rígidas sobre propriedade intelectual, com a mídia estatal chinesa alegando que um acordo está próximo de ser fechado. Infelizmente, estivemos aqui tantas vezes antes que eu tenho dificuldades de ficar particularmente animado", afirmou o analista sênior de mercados da corretora Oanda, Craig Erlam, em comentário enviado a clientes.

Na sessão, dez dos onze índices setoriais do S&P 500 operavam com ganhos pela manhã, com destaque para as ações de tecnologia, que avançavam 0,61%, na maior alta do dia. O único segmento do índice amplo que exibia sinal negativo era o de energia, pressionado pelos preços do petróleo, que oscilam em torno da estabilidade hoje.

Dentro do Dow Jones, os papéis da Intel registravam a maior alta no fim da manhã, com ganhos de 1,46%. Na sequência de maiores ganhos apareciam os papéis da Merck e da Dow, que avançavam 1,27% e 0,99%, respectivamente.

Entre as ações individuais, um destaque hoje é Uber Technologies, que recua 2,99%, após ter anunciado a perda de sua licença para operar em Londres por questões de segurança, lançando dúvidas sobre seu futuro em um de seus maiores mercados.

As ações da Charles Schwab recuam 0,89%, depois que a corretora concordou em comprar a menor rival TD Ameritrade Holding em uma transação de troca de ações avaliada em cerca de US$ 26 bilhões.