Bolsas de Nova York devem ter pregão volátil

As bolsas americanas começaram a terça-feira voláteis, mais uma vez de olho nas discussões sobre o abismo fiscal. Sem indicadores econômicos relevantes dos Estados Unidos para serem divulgados, a expectativa é que as ações tenham outro dia volátil. Às 12h15 (de Brasília), o índice Dow Jones Futuro subia 0,03%, o Nasdaq caía 0,09% e o S&P 500 recuava 0,04%.

Segundo um operador, as oscilações dos índices no pré-mercado de Wall Street são consequência também da falta de notícias novas sobre o abismo fiscal. Os investidores esperam algum desdobramento nas discussões nesta terça-feira depois do dia quente em notícias na véspera. Os republicanos fizeram uma proposta, que evita aumento de impostos para os americanos mais ricos e prevê redução do déficit público de US$ 2,2 trilhões em dez anos.

A Casa Branca, porém, descartou aceitar as medidas, justamente por não incluírem taxas mais altas para quem tem renda maior. "O plano deles não inclui nada novo", disse o diretor de comunicações da Casa Branca, Dan Pfeiffer, no final da tarde de segunda-feira.

A Europa, mesmo sem grandes novidades nesta terça-feira, o pronunciamento da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, animou um pouco o humor dos investidores americanos. Ela pediu regulação abrangente dos mercados financeiros mundiais como uma resposta à crise financeira.

Entre os indicadores divulgados na zona do euro está o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês), que subiu 2,6% em outubro ante igual mês do ano passado. O resultado veio em linha com a expectativa de analistas consultados pela Dow Jones.

No câmbio, o euro era negociado em US$ 1,3089, após ter atingido US$ 1,3108, de US$ 1,3053 na segunda-feira.

No mundo corporativo, uma das ações que prometem chamar a atenção dos investidores no pregão normal é a da Oracle. A empresa de tecnologia resolveu acelerar o pagamento de dividendos, para evitar taxas mais altas em 2013. No pré-mercado, a ação da empresa recuava 0,62%.

Outro destaque é o papel da Microsoft, que avançava 0,27%. A empresa voltou aos holofotes nos últimos dias, com algumas notícias publicados na imprensa americana sobre as vendas do Windows 8 e do Surface, o tablet da empresa. O desempenho nas lojas ainda não foi animador e o Natal deve se mostrar um período crucial para a empresa.

Entre as empresas que devem anunciar resultados, está a Pandora Media, após o fechamento do pregão. No pré-mercado, a ação sobia 3,8%, refletindo a expectativa de bons números para o terceiro trimestre.

Carregando...