Mercado fechado

Bolsas europeias rejeitam sessão mais curta por turbulência

Viren Vaghela e Ksenia Galouchko

(Bloomberg) -- Algumas das maiores bolsas de valores da Europa jogaram um balde de água fria nas propostas para encurtar o horário de negociação de ações, minando a campanha para oferecer a operadores um melhor equilíbrio entre vida profissional e pessoal.

A Federação das Bolsas de Valores Europeias (FESE, na sigla em inglês), que representa bolsas como Deutsche Boerse e Euronext, disse em comunicado na quarta-feira que o horário mais curto seria prejudicial para mercados e acionistas europeus.

“A crise da Covid mostrou que investidores precisam de formação de preços transparente e flexibilidade para negociar no início e no final do dia”, disse Rainer Riess, diretor-geral da FESE, em entrevista por telefone. “A sobreposição com a Ásia e os EUA realmente importa por causa da maior liquidez.”

Há algumas semanas, a London Stock Exchange, que tem um dos horários de negociação mais longos do mundo, disse que a maioria dos operadores pesquisados prefere trabalhar menos horas. A LSE disse que aguardaria respostas de outras bolsas europeias antes de atender a pedidos de grupos de investidores para encurtar o horário do mercado. O objetivo é melhorar a saúde dos traders e aumentar a diversidade em uma profissão amplamente masculina.

O prazo para o recebimento de respostas da consulta da Euronext terminou em 30 de junho. Uma porta-voz disse que a empresa divulgará as conclusões neste mês com uma avaliação detalhada do impacto de qualquer mudança.

“Estamos totalmente de acordo com a posição da FESE", disse um porta-voz da Deutsche Boerse. “As bolsas europeias fornecem funções cruciais para a economia real. Mecanismos importantes para a realização de transações e formação de preços, bem como transferências de risco e ativos, seriam restringidos com a redução do horário de negociação.”

A sessão de Londres começa às 8h e termina às 16h30, enquanto os horários de outras bolsas europeias variam. A Deutsche Boerse e a Euronext abrem às 9h e fecham a sessão às 17h30 no horário local, de acordo com dados da FESE.

“A redução do horário de negociação na Europa seria equivocada, particularmente em um momento de alta volatilidade e incerteza de mercado, em que todos os investidores precisam ter acesso a capital”, disse um porta-voz da Nasdaq Europe, que opera bolsas nos países nórdicos.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.