Mercado fechado

Bolsas europeias fecham sem direção única com realização de lucros

Rafael Vazquez

O índice pan-europeu Stoxx Europe 600 terminou o dia em queda de 0,32%, a 374,12 pontos, já o índice da bolsa de Milão, FTSE MIB, terminou a sessão em alta de 0,22% As bolsas europeias fecharam sem direção única nesta segunda-feira (8). Os investidores realizaram um pouco dos lucros obtidos com as altas perto de 10% da semana passada nos principais mercados acionários do continente.

O índice pan-europeu Stoxx Europe 600 terminou o dia em queda de 0,32%, a 374,12 pontos. As ações do setor bancário subiram 1,57%, ainda embaladas pela expansão do programa emergencial de compra títulos (PEPP) anunciada pelo Banco Central Europeu (BCE), no fim da semana passada. No entanto, as demais ações do setor de serviços caíram 1,18%. O setor automotivo também perdeu os ganhos do dia e recuou 0,16%.

Na Bolsa de Frankfurt, o índice de referência DAX caiu 0,22%, a 12.819,59, depois de dados oficiais terem mostrado uma queda histórica de 17,9% na produção industrial do país em abril. Contudo, analistas esperam uma alta consistente do indicador de maio à medida que as restrições impostas para conter a pandemia de covid-19 foram aliviadas no mês passado.

Na Bolsa de Londres, o FTSE 100 oscilou durante o dia e terminou a sessão com perdas de 0,18%, a 6.472,59. Companhias aéreas listadas na bolsa londrina fecharam no negativo depois da notícia de que o Reino Unido vai impor uma quarentena à chegada de voos internacionais. As ações da companhia low cost Ryan Air caíram 0,27% e as da EasyJet recuaram 1,23%.

Também na Bolsa de Londres, as ações da AstraZeneca caíram 2,69% % após relatos de que a empresa europeia abordou a farmacêutica Gilead Sciences sobre uma fusão. As duas empresas estão buscando uma vacina para a covid-19. Na direção contrária, as ações da Gilead ainda sobem 0,48% na Nasdaq, em Nova York.

Entre as demais bolsas europeias, o CAC 40, índice acionário de referência em Paris, caiu 0,43%, apesar de ministro do Trabalho do país, Muriel Pénicaud, ter dito à France Info que a atividade econômica está em 80% do nível normal após as paralisações causadas pela covid-19.

Na Bolsa de Milão, o FTSE MIB terminou a sessão em alta de 0,22%. Na Espanha, onde o processo de reabertura da economia também está em andamento, o Ibex 35, da Bolsa de Madri, obteve ganhos de 0,30%.

"Nós vemos possibilidades de mais vantagens se a normalização econômica continuar, os governos das principais economias não precisarem reimpor os bloqueios e a política do banco central [Europeu] permanecer frouxa", disse Mark Haefele, chefe de investimentos do UBS Global Wealth Management.