Mercado fechado

Bolsas em NY estendem rali da véspera, com expectativa de estímulos fiscais

Valor
·3 minutos de leitura

Perspectiva é de acordo pontual antes das eleições ou de pacote mais amplo após eventual vitória democrata Os índices acionários em Nova York continuam sua trajetória de alta observada na véspera e iniciam esta quinta-feira com ganhos consistentes. O bom humor dos agentes financeiros é atribuído à perspectiva de novos estímulos fiscais no país, seja por meio de um acordo pontual entre democratas e a Casa Branca ou após uma vitória democrata nas eleições - cenário considerado cada vez mais provável pelos investidores. Por volta de 11h05, na Bolsa de Valores de Nova York (Nyse), o Dow Jones operava em alta de 0,32%, aos 28.392,79 pontos, enquanto o S&P 500 subia 0,52%, aos 3.437,16 pontos. O índice eletrônico Nasdaq operava em alta de 0,41%, aos 11.411,41 pontos. Richard Drew/AP A semana é de volatilidade intensa nos mercados financeiros, após as idas e vindas do presidente Donald Trump sobre as negociações com os democratas por um novo pacote de estímulos fiscais no país. Desde ontem, no entanto, os investidores firmam a demanda por risco, na expectativa de que ao menos um pacote pontual de suporte fiscal será entregue aos americanos e às empresas atingidas pela pandemia da covid-19. “A expectativa predominante dos mercados neste momento é que alguma forma de estímulo esteja chegando, mais cedo ou mais tarde, e isso está levando a uma recuperação do risco”, disse Fiona Cincotta, analista do City Index, em uma nota. Outra parte dos agentes financeiros argumenta que o otimismo relacionado aos estímulos está mais centrado no potencial de um pacote mais abrangente em janeiro, após as eleições de novembro. Além disso, os temores de uma eleição contestada, que poderia deixar o resultado da disputa de 3 de novembro em dúvida por semanas, ficam menores, à medida que as pesquisas mostram que o desafiante democrata Joe Biden aumentou sua vantagem sobre Trump, segundo analistas. De acordo com Sebastien Galy, do Nordea, os mercados estão negociando na esperança de que Biden ganhe a eleição e implemente um estímulo fiscal substancial. “Nós estamos investindo como se tivéssemos um governo democrata". Mas, segundo ele, a tensão política aumentará a volatilidade até que o resultado final seja conhecido. “Nosso cenário-base é uma vitória de Biden e os democratas conquistando completamente o Congresso. Nesse cenário, os democratas buscam um estímulo fiscal líquido que combine aumento de impostos com um elaborado plano de gastos em energia e gestão da mudança climática”, escreveram analistas do Credit Suisse, em nota. No cenário macroeconômico, o número de americanos que solicitaram o seguro-desemprego pela primeira vez caiu em 9 mil na semana terminada no dia 3 de outubro, a 840 mil, de acordo com dados divulgados pelo Departamento do Trabalho dos EUA. Entre as ações individuais, IBM avança mais de 7% após a companhia anunciar que está transferindo sua unidade de serviços de infraestrutura gerenciada para uma nova empresa como parte de uma estratégia para construir seu negócio de computação em nuvem. As ações da Regeneron Pharmaceuticals têm ganhos de quase 2% depois que Trump disse que um tratamento experimental contra o coronavírus feito pela empresa foi a chave para sua recuperação. Uma porta-voz da farmacêutica na quarta-feira disse que a Regeneron solicitou à Food and Drug Administration (FDA) uma autorização de uso emergencial para seu tratamento experimental. As ações da Eli Lilly, outra farmacêutica mencionada pelo presidente em um vídeo na noite de ontem postado no Twitter, sobem mais de 2%.