Mercado fechará em 6 h 42 min
  • BOVESPA

    119.299,77
    +2,64 (+0,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.503,71
    +151,51 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,53
    +1,35 (+2,24%)
     
  • OURO

    1.744,60
    -3,00 (-0,17%)
     
  • BTC-USD

    64.433,73
    +1.219,58 (+1,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.386,52
    +92,53 (+7,15%)
     
  • S&P500

    4.141,59
    +13,60 (+0,33%)
     
  • DOW JONES

    33.677,27
    -68,13 (-0,20%)
     
  • FTSE

    6.912,69
    +22,20 (+0,32%)
     
  • HANG SENG

    28.900,83
    +403,58 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    29.620,99
    -130,61 (-0,44%)
     
  • NASDAQ

    14.002,25
    +26,50 (+0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8512
    +0,0200 (+0,29%)
     

Mercados recuam com apreensão por custos de estímulos e infraestrutura

Herbert Lash
·1 minuto de leitura
Placa de Wall Street em frente à Bolsa de Nova York, EUA

Por Herbert Lash

NOVA YORK (Reuters) - Os mercados acionários dos Estados Unidos tiveram queda nesta terça-feira, com preocupações acerca do custo dos gastos com infraestrutura e possíveis aumentos de impostos para pagar o pacote de alívio de 1,9 trilhão de dólares do presidente Joe Biden. Os receios pesaram sobre o sentimento dos investidores, que também temem mais quedas nos mercados.

Comentários da secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, em defesa de planos em desenvolvimento para futuros aumentos de impostos a fim de custear os novos investimentos públicos, mesmo afirmando que a economia dos EUA continua em crise por causa da pandemia, colocaram investidores em alerta.

Yellen falou em uma audiência do Comitê de Serviços Financeiros da Câmara dos Deputados depois que o chair do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), Jerome Powell, testemunhou ao Comitê.

Comentar sobre os planos de infraestrutura do governo irritou os investidores, que estão preocupados com o fato de o mercado acionário estar negociando com valuations elevados, disse Rick Meckler, sócio da Cherry Lane Investments em New Vernon, New Jersey.

As ações estavam operando próximas da estabilidade em negociações voláteis antes de recuarem drasticamente cerca de 45 minutos antes do fechamento do pregão.

O Dow Jones caiu 0,94%, para 32.423,15 pontos. O S&P 500 perdeu 0,76%, para 3.910,52 pontos. O Nasdaq Composite cedeu 1,12%, para 13.227,70 pontos.