Mercado abrirá em 8 h 17 min
  • BOVESPA

    111.923,93
    +997,93 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,23 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,90
    +0,92 (+1,15%)
     
  • OURO

    1.821,10
    +11,50 (+0,64%)
     
  • BTC-USD

    17.219,36
    +242,73 (+1,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    408,21
    +6,78 (+1,69%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,88 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    19.362,86
    +687,51 (+3,68%)
     
  • NIKKEI

    27.808,74
    +30,84 (+0,11%)
     
  • NASDAQ

    11.994,25
    -16,00 (-0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5209
    +0,0269 (+0,49%)
     

Bolsas de China e Hong Kong caem pela 4ª sessão em meio a aumentos globais de juros

Bolsa de Pequim

XANGAI(Reuters) - As ações da China e de Hong Kong abriram mão de ganhos do início da sessão para fechar em queda nesta segunda-feira pelo quarto pregão consecutivo, com os mercados globais sob pressão diante do aperto monetário no exterior e das preocupações com a recessão.

O banco central da China anunciou medidas para diminuir o ritmo da recente depreciação do iuan, tornando mais caro apostar contra a moeda.

Apesar da ação do banco central, a moeda chinesa atingiu o menor valor em 28 meses em relação ao dólar, a poucos passos de seu limite de negociação negativo.

Investidores estrangeiros compraram mais de 4,2 bilhões de iuanes (590 milhões de dólares) em ações chinesas por meio do esquema de conexão de ações na segunda-feira, após quatro sessões consecutivas de vendas líquidas.

As ações das empresas de energia e recursos caíram 3,5% e 3,3%, respectivamente, devido a preocupações de queda na demanda em uma recessão global.

As ações relacionadas ao turismo subiram 2,7%, e as fabricantes de bebidas subiram 1,8%. Um índice que representa os operadores de cassinos de Macau subiu mais de 10%.

O líder de Macau disse que a China retomará um esquema de visto eletrônico para viajantes do continente e permitirá excursões em grupo, o que provavelmente poderá aumentar o tráfego no maior centro de jogos de azar do mundo.

Enquanto isso, Hong Kong abandonou sua controversa política de quarentena hoteleira pela Covid-19 para todas as chegadas, em uma medida há muito esperada por muitos residentes e empresas no centro financeiro.

"O apetite ao risco permanecerá baixo e a confiança do investidor é difícil de ser impulsionada no curto prazo", disse a Huaan Securities em nota. "Tudo depende de quando o mercado de ações dos EUA vai parar de cair e se estabilizar."

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 2,66%, a 26.431 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,44%, a 17.855 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 1,20%, a 3.051 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,50%, a 3.836 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 3,02%, a 2.220 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 2,41%, a 13.778 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 1,40%, a 3.181 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 1,60%, a 6.469 pontos.

(Redação Xangai)