Mercado fechará em 6 h 18 min

Bolsas asiáticas fecham semana em alta e reforçam recuperação do tombo de março

Rafael Vazquez

Rali em Wall Street por otimismo com reabertura de economias é seguido na Ásia e Europa; estrategista alerta para possível correção adiante As bolsas asiáticas fecharam em alta na última sessão de uma semana bastante positiva para as ações. A reabertura das economias ao redor do mundo após as restrições para contenção do coronavírus estimularam um rali em Wall Street nos últimos dias que foi acompanhado tanto pelos investidores asiáticos como europeus, apesar do quadro recessivo para a economia global em 2020 e dados ainda preocupantes sobre o mercado de trabalho nos EUA. Para ajudar mais, ontem o Banco Central Europeu (BCE) anunciou a expansão do seu programa emergencial de compra de títulos.

Nesta sexta, o Nikkei, índice de referência da Bolsa de Tóquio, subiu mais 0,74%, a 22.863,73 pontos, e fechou a semana com ganhos de 4,51%. Na Bolsa de Seul, o Kospi avançou 1,43% na sessão de hoje, a 2.181,87, encerrando a semana com alta de 7,50%.

Em Hong Kong, o índice acionário Hang Seng terminou o dia em alta de 1,66%, a 24.770,41 pontos, com um ganho semanal de 7,88%, a despeito de tensões entre EUA e China em torno de uma nova lei de segurança chinesa para a cidade e a retirada de alguns privilégios comerciais da Casa Branca para a cidade semiautônoma.

Na China continental, índice Xangai Composto subiu 0,40% nesta sexta e encerrou a semana com alta de 2,75%, com 2.930,80 pontos. O Shenzen Composto também avançou 0,22% hoje e acumulou alta de 3,92% na semana, aos 1.856,61 pontos.

Na Bolsa de Sidney, outro mercado importante na região Ásia-Pacífico, o S&P/ASX 200 subiu 0,12% nesta sexta, a 5,998.70 pontos.

Eugene Hoshiko/AP

Com o desempenho desta semana, as bolsas asiáticas ampliaram o rali de recuperação após o colapso registrado em março, na pior fase de impacto do coronavírus nas bolsas. Desde que atingiu o ponto mais baixo neste ano, o Kospi, da Bolsa de Seul, já subiu 49,45%. No mesmo período, o Nikkei subiu 38,74%, o Hang Seng recuperou 15,27%, o Xangai Composto subiu 10,29% e o australiano S&P/ASX retomou 36,1%, segundo dados da CNBC e da Refinitiv.

Em outros mercados da região, o Nifty 50, índice acionário da Índia, subiu 38,74% desde o ponto mais baixo atingido em março; o Straits Times Index, de Cingapura, recuperou 22.59%; o Taiex, de Taiwan, 33.67%; e o tailandês SET Composite, 45,6%.

Contudo, o estrategista de investimentos da Perpetual, Matthew Sherwood, alerta que o valuation das ações está no nível mais alto desde a bolha das ponto.com em 2000 e aponta que os indicadores técnicos sugerem que o mercado está em níveis de "sobrecompra", o que em teoria indica que uma nova correção nos mercados de ações pode estar a caminho.