Bolsas asiáticas fecham em baixa, mas China sobe

As bolsas asiáticas fecharam em baixa, com exceção dos principais mercados da China, que avançou na sessão desta segunda-feira ante expectativas de que o governo de Pequim introduzirá mais medidas de estímulo para o consumo doméstico. No fim de semana, os líderes chineses realizaram a Conferência Central de Trabalho Econômico, na qual estipularam metas de política econômica para 2013.

No evento, as autoridades do país disseram que vão continuar implementando uma política monetária "prudente" e uma política fiscal "ativa" no próximo ano. Um comunicado emitido após a conferência destacou a importância da urbanização para o crescimento futuro.

O índice Xangai Composto fechou em leve alta de 0,5%, aos 2.160,34 pontos, ampliando os ganhos de 4,3% registrados na sexta-feira - a melhor sessão desde outubro de 2009. O índice Shenzhen Composto avançou 0,4%, para 819,58 pontos.

Em Taiwan, a Bolsa de Taipé fechou em queda com a notícia de que os produtos da Apple estão perdendo sua atratividade. Além disso, a falta de um acordo que evite o abismo fiscal nos EUA e a realização de lucros pesaram sobre o sentimento do investidor. O índice Taiwan Weighted recuou 0,88%, para 7.631,28 pontos. As ações das tecnológicas TSMC, HTC e Hon Hai caíram, respectivamente, 1,4%, 3,2% e 4,7%.

Na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul caiu pela segunda sessão seguida, com as instituições locais juntando-se aos investidores de varejo nas vendas líquidas para fazerem lucro, uma vez que os investidores estrangeiros continuam comprando os papéis. O índice Kospi terminou o pregão em queda de 0,60%, aos 1.983,07 pontos. As ações da Hyundai Motor perderam 2%, e as da Kia Motors recuaram 3,6%.

Na Austrália, a Bolsa de Sydney fechou o pregão em ligeira queda. Os mercados aguardam as negociações para se evitar o abismo fiscal, o que pode ameaçar a economia dos EUA no próximo ano, caso os congressistas não cheguem a um acordo até 31 de dezembro. O índice S&P/ASX caiu 0,21%, para 4.573,40 pontos. As ações da BHP Billiton, Rio Tinto e Fortescue Metals tiveram ganhos entre 0,8% e 3,7%, depois que o preço à vista do minério de ferro subiu 2,2% na sexta-feira (14).

Em Hong Kong, o índice Hang Seng recuou 0,4% para 22.513,61 pontos, seguindo os outros mercados da região, em meio à falta de fatores positivos durante o fim de semana e incertezas ante as negociações do abismo fiscal dos EUA. Nas Filipinas, o resultado também foi negativo. O índice PSEi fechou em queda de 1,5%, aos 5.623,85 pontos, estendendo a série de baixas para quatro sessões seguidas, uma vez que os investidores ainda estão realizando ganhos de ralis recentes. As informações são da Dow Jones.

Carregando...