Bolsas asiáticas fecham em alta com dados bons da China

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta sexta-feira, em reação a dados positivos de comércio e inflação da China, que saíram às vésperas do feriado para celebração do Ano Novo Lunar.

Primeiro saiu o saldo comercial chinês, que mostrou superávit de US$ 29,2 bilhões em janeiro, abaixo de US$ 31,6 bilhões em dezembro, mas acima da previsão dos analistas, que esperavam um resultado positivo de US$ 26,6 bilhões. Horas depois, foi divulgado o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da China, que teve uma alta anual de 2% no mês passado, ante o aumento de 2,5% verificado em dezembro, e veio em linha com as expectativas.

Na China, o índice Xangai Composto encerrou o pregão com ganho de 0,6%, aos 2.432,40 pontos, enquanto o Shenzhen Composto avançou 1,3%, para 969,52 pontos. Analistas dizem que os mercados chineses podem ter espaço para mais ganhos no médio prazo, em meio a novos sinais de uma recuperação sustentável da economia doméstica.

Igualmente sustentado pelos indicadores chineses, o índice Hang Seng, de Hong Kong, registrou um ligeiro acréscimo de 0,2%, para 23.215,16 pontos. Em Taiwan, o índice Taiwan Weighted, da Bolsa de Taipé, fechou em alta de 0,25%, a 7.906,65 pontos.

Por causa do feriado, as bolsas chinesas e taiwanesa só voltarão a operar a partir do dia 18. Em Hong Kong, os negócios serão retomados na quinta-feira (14).

Na Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, o índice Kospi subiu 1%, a 1.950,90 pontos, interrompendo uma sequência de seis sessões em baixa. O mercado coreano foi basicamente sustentado por ações de tecnologia e do setor automotivo. Samsung avançou 3% e Hyundai e sua afiliada Kia saltaram 4,8% e 4,4%, respectivamente.

Na Austrália, a Bolsa de Sydney teve mais um dia de desempenho positivo, com o índice S&P/ASX 200 em alta de 0,7%, aos 4.971,30 pontos, o maior nível em 21 meses, após o banco central australiano divulgar um comunicado animador, em que afirma que uma série de cortes de juros implementados no ano passado começam a ter impacto na economia.

A Bolsa de Manila, nas Filipinas, fechou estável, com o índice PSEi a 6458,67 pontos, mas teve ganhos de 2,2% ao longo da semana e acumula alta de 11,1% desde o começo do ano. As informações são da Dow Jones.

Carregando...