Bolsas asiáticas fecham em alta

As principais bolsas asiáticas fecharam em alta nesta terça-feira, numa sessão que marcou uma virada após uma recente sequência de perdas. Na China, a busca por pechinchas compensou quedas nas ações do setor financeiro em meio à notícia de que Pequim vai reforçar a supervisão no setor bancário paralelo. O índice Xangai Composto encerrou o dia com ganho de 0,1%, a 2.047,32 pontos, enquanto o índice Shenzhen Composto avançou 0,6%, a 1.044,67 pontos. Em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 0,13%, a 22.712,78 pontos.

Empresas de internet lideraram os ganhos na China e ajudaram o índice de Xangai a reverter perdas de mais cedo. Por outro lado, os papéis de bancos recuaram após o governo chinês divulgar regras com o objetivo de restringir operações de crédito fora do setor financeiro formal. O China Construction Bank perdeu 0,6% em Hong Kong e o China Minsheng Banking Corp. cedeu 1,1%.

Em Seul, na Coreia do Sul, o índice Kospi registrou alta de 0,32%, a 1.959,44 pontos. Mas a Samsung, maior empresa do país em valor de mercado, pesou negativamente, com queda de 0,2% nas ações, após estimar que seu lucro operacional trimestral provavelmente caiu pela primeira vez em mais de dois anos. A gigante sul-coreana de eletrônicos enfrenta concorrência crescente da Apple e de fabricantes chinesas.

Apesar dos ganhos de hoje, os mercados acionários de Hong Kong, China e Coreia do Sul ainda acumulam baixas de 2,6%, 3,2% e 2,6%, respectivamente, desde o começo de janeiro.

Em Manila, nas Filipinas, o índice PSEi recuou 0,6%, terminando o pregão a 5.947,44 pontos, após dados que mostraram forte avanço na inflação local estimularem os investidores a realizar lucros. Já o índice Taiwan Weighted subiu 0,1%, a 8.512,30 pontos, após dois pregões seguidos de baixas.

Na região do Pacífico, o índice australiano S&P/ASX 200, de Sydney, caiu 0,2%, a 5.317 pontos, pressionado por ações de mineradoras como BHP Billiton, Rio Tinto and Fortescue. Com isso, a bolsa da Austrália acumulou perdas por três sessões seguidas pela primeira vez em quase um mês. Fonte: Dow Jones Newswires.

Carregando...