Bolsas asiáticas encerram pregão com ganhos

Com diversas bolsas fechadas em razão do feriado do Ano Novo Lunar - como China, Taiwan e Hong Kong -, as ações negociadas na Ásia encerraram a sessão desta quarta-feira sustentadas por fatores locais.

O índice S&P/ASX 200, da Bolsa de Sydney, passou da marca de 5 mil pontos pela primeira vez em quase três anos depois do anúncio de fortes resultados corporativos e de uma melhora na confiança do consumidor da Austrália. O índice fechou em alta de 0,9%, aos 5.003,7 pontos, tendo antes subido para 5.013,6 pontos, o maior nível intradia desde abril de 2010. O fechamento foi o mais alto desde o começo da crise financeira global, já que o S&P/ASX 200 não ultrapassa 5.025,1 pontos desde setembro de 2008.

As ações de bancos subiram após o Commonwealth Bank of Australia divulgar seus resultados semestrais, o que deu uma perspectiva otimista aos investidores. As ações do CBA subiram 2,4% e as de seus principais parceiros fecharam com altas entre 0,9% e 2,1%. O CBA disse que o lucro aumentou 6%, para 3,78 bilhões de dólares australianos (US$ 3,92 bilhões), contra a previsão de 3,73 bilhões de dólares australianos de analistas.

Separadamente, o índice de confiança do consumidor da Austrália subiu 7,7% em fevereiro, para 108,3, a leitura mais alta em 14 meses. Os dados sugerem que os cortes de juros do banco central ao longo do ano passado estão finalmente começando a sustentar a economia, afirmou o economista da Westpac, Bill Evans, em um relatório.

Na Coreia do Sul o índice Kospi, da Bolsa de Seul, fechou em alta de 1,6%, a 1.976,07 pontos, com instituições e investidores estrangeiros comprando ações de empresas exportadoras na expectativa de que as taxas de câmbio possam se estabilizar após o comunicado conjunto dos ministros de Finanças do G-7 sobre as políticas de relaxamento monetário do Japão.

"Se a reunião de ministros das Finanças do G-20 abordar questões cambiais como um grande tema, a fraqueza do iene pode diminuir e o mercado de ações pode ter um impulso", observou Son Wi-chang, da Hyundai Securities. Os melhores desempenhos do mercado sul-coreano incluíram montadoras, empresas de tecnologia, siderúrgicas, indústrias de construção naval e companhias de produtos químicos.

A Bolsa de Manila, nas Filipinas, encerrou a sessão com alta de 1,1% no índice PSEi, aos 6.527,99 pontos, um novo fechamento recorde. No ano até agora, o avanço acumulado é de 12,3%. As informações são da Dow Jones.

Carregando...