Bolsas asiáticas caem sob impasse sobre abismo fiscal

A maioria dos mercados asiáticos caiu nesta segunda-feira com o recuo das esperanças de um acordo para a crise do abismo fiscal nos Estados Unidos, uma vez que os legisladores adiaram a decisão para esta segunda-feira, último dia do prazo. Apesar disso, a China divulgou bons dados sobre o seu índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) para dezembro, o que ajudou a limitar as perdas.

No dia 1º de janeiro, várias medidas ostensivas de cortes de gastos e aumento de impostos devem entrar em vigor, o que poderá empurrar a economia norte-americana para outra recessão. Em virtude do feriado de final de ano, vários mercados estiveram fechados nesta segunda-feira, a exemplo da Bolsa de Tóquio, ou funcionaram apenas durante meio período, como a Bolsa de Valores de Hong Kong.

Na Bolsa de Hong Kong, o Hang Seng começou em baixa e terminou estável, aos 22.656,92 pontos. O índice acumula ganho de 22,9% no ano. Grande parte dos ganhos do HSI veio dos últimos quatro meses, quando o índice subiu 16,3%, depois de se tornar claro que a economia chinesa evitaria um temeroso pouso brusco.

O mercado australiano também sentiu o impacto positivo do bom PMI da China para dezembro, com o índice S&P/ASX 200 aparando as perdas da manhã, apesar de fechar em baixa de 0,5%, aos 45.648,90 pontos no pregão de meio período. O índice acumula ganho de 15% no ano. As informações são da Dow Jones.

Carregando...