Bolsas da Ásia têm queda com temores sobre EUA

As bolsas asiáticas fecharam com quedas acentuadas nesta quinta-feira. Após o resultado da eleição presidencial dos Estados Unidos, que culminou com a reeleição do democrata Barack Obama, os investidores mostraram preocupação com o desafio que o governo norte-americano terá para aprovar o novo ajuste fiscal.

Este foi o caso na Bolsa de Hong Kong. O índice Hang Seng despencou 2,22% e encerrou aos 21.609,96 pontos, com as dificuldades que Obama terá para negociar os ajustes das contas públicas com a maioria republicana na Câmara dos Representantes.

Na China, as bolsas também tiveram fortes quedas, no dia da abertura do Congresso do Partido Comunista. O Xangai Composto caiu 1,6% e terminou aos 2.071,51 pontos. O Shenzhen Composto baixou 2,3%, aos 831,71 pontos.

Em Taiwan, a Bolsa de Taipé fechou o pregão em baixa, em realização de lucros, depois da alta dos papéis com a reeleição de Obama. O índice Taiwan Weighted caiu 0,61%, aos 7.242,63 pontos.

Na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul fechou em baixa, com o índice Kospi recuando 1,13%, aos 1.915,61 pontos.

Na Austrália, a Bolsa de Sydney fechou na maior baixa em cinco dias, com as preocupações sobre a crise da dívida soberana na Europa e o abismo fiscal nos EUA. O índice S&P/ASX 200 perdeu 0,72%, aos 4.483,82 pontos.

Já a Bolsa de Manila, nas Filipinas, fechou em ligeira alta, após sofrer com a realização de lucros na véspera. O índice PSEi subiu 0,17% e fechou aos 5.446,71 pontos. As informações são da Dow Jones.

Carregando...