Bolsas da Ásia fecham a semana em queda

As principais bolsas asiáticas fecharam em queda nesta sexta-feira. Este foi o caso na Bolsa de Hong Kong. O índice Hang Seng caiu 0,85% e encerrou aos 21.384,38 pontos, novamente com as preocupações sobre o ajuste das contas públicas dos EUA.

Na China, as bolsas fecharam em queda pelo quinto pregão seguido. As preocupações sobre o abismo fiscal dos EUA ofuscaram os positivos dados econômicos chineses, que incluíram a menor inflação em aproximadamente três anos. O Xangai Composto caiu 0,1% e terminou aos 2.069,07 pontos. O Shenzhen Composto baixou 0,4%, aos 828,46 pontos. No setor de recursos naturais, Sinopec perdeu 0,6% e PetroChina recuou 0,3%.

Em Taiwan, a Bolsa de Taipé fechou o pregão em alta, revertendo as perdas com o contínuo fluxo de capital gerado pelas compras de títulos do governo, movimento que elevou as blue chips. O índice Taiwan Weighted subiu 0,70%, aos 7.293,22 pontos. As ações da Hon Hai ganharam 0,6% e as da HTC subiram 6,9%.

Na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul fechou em baixa, com os investidores temerosos sobre a questão do abismo fiscal nos EUA. O índice Kospi terminou em queda de 0,52%, aos 1.904,41 pontos. As ações da Samsung Electronics recuaram 0,7% e as das Posco perderam 1,5%. Já os papéis da Hyundai Motor recuperaram as perdas e subiram 0,5%.

Na Austrália, a Bolsa de Sydney terminou o pregão em baixa de 0,49%, aos 4.462,02 pontos, com um desempenho relativamente bom, tendo em vista que Wall Street viveu um dia nervoso com as preocupações renovadas sobre a dívida soberana na zona do euro. O índice S&P/ASX 200 caiu 0,49%, aos 4.462,02 pontos. As ações da BHP Billiton perderam 0,6%.

Já a Bolsa de Manila, nas Filipinas, fechou em ligeira alta, influenciada por bons balanços trimestrais. O índice PSEi subiu 0,4% e fechou aos 5.468,79 pontos, com pesado volume de negociações. PLDT ganhou 1,9%. As informações são da Dow Jones.

Carregando...