Bolsa de Tóquio ganha 1,41% com baixa do iene

A Bolsa de Tóquio fechou em alta acentuada nesta terça-feira. A desvalorização do iene frente ao dólar permitiu uma forte elevação para as ações de exportadores, como Canon e Nikon. Já a retórica política sobre novas medidas de flexibilização por parte do Banco do Japão (BoJ, o banco central japonês) alimentou as esperanças dos setores financeiro e imobiliário, incluindo Nomura Holdings e Fudosan Mitsui.

O Nikkei subiu 140,06 pontos, ou 1,41%, e terminou aos 10.080,12 pontos, após queda de 1% na sessão de sexta-feira - o mercado esteve fechado ontem por causa de feriado. O volume de negociações foi forte, superior a 2,2 bilhões de ações, mas abaixo do recente recorde de 3 bilhões de ações. O resultado foi o mais fraco desde 17 de dezembro, em grande parte por causa do início da temporada de férias de Natal nas nações ocidentais. Diversas bolsas asiáticas também estiveram fechadas.

Em relação ao dólar, a moeda japonesa atingiu o seu nível mais baixo em 20 meses, com as expectativas de que o futuro primeiro-ministro Shinzo Abe, que toma posse amanhã, vai cumprir suas promessas e tomar medidas para enfraquecer o iene.

"O chamado 'Efeito Abe' ainda reina, depois de seus comentários sobre considerar a revisão da Lei do BoJ, caso o banco central não adote uma meta de inflação de 2% em breve", disse um diretor de equity trading de uma corretora estrangeira. "Mudar a lei que rege o BoJ é muito mais fácil falar do que fazer, mas os players não podem se dar ao luxo de não manter um olho sobre o mercado." As informações são da Dow Jones. (Ricardo Criez - ricardo.criez@estadao.com)

Carregando...