Bolsa de Tóquio fecha em queda antes da reunião do G-20

As ações na Bolsa de Tóquio fecharam em território negativo nesta sexta-feira, uma vez que o iene se fortaleceu antes da reunião do G-20, levando a uma queda nos papéis de grandes exportadores como a Honda Motor e a Canon. O índice Nikkei recuou 1,2%, para 11.117,83 pontos, após um acréscimo de 0,5% na sessão anterior.

Notícias de que a economia da zona do euro encolheu no último trimestre ao ritmo mais acelerado desde o auge da recessão mundial no início de 2009 pesou sobre a confiança dos investidores.

Algumas economias têm reclamado do enfraquecimento significativo do iene ao longo dos últimos meses. "Há diferentes opiniões sobre as políticas cambiais", disse Hiroyuki Fukunaga, CEO da Investrust. "Autoridades japonesas falam demais ... funcionários europeus estão em uma posição difícil, pois a economia da região encolheu".

Muitos exportadores fecharam o pregão em queda. A Honda Motor perdeu 1,6% e a Canon recuou 1,5%.

As corretoras também sofreram grandes perdas. A Nomura Holdings caiu 2,0% e a Daiwa Securities Group registrou queda de 2,4%.

O grupo das 20 principais economias do mundo deverá assumir o compromisso de garantir que suas ações de política monetária estejam focadas na estabilidade de preços e no crescimento, em vez de enfraquecer suas moedas, de acordo com o rascunho de uma declaração deve ser divulgada no sábado.

Entre os motores da sessão, a Kirin Holdings perdeu 4,9% depois que a empresa informou que espera um lucro líquido de 90 bilhões de ienes para o ano fiscal de 2013, levando em conta a venda de toda a sua participação na F&N.

Segundo analistas, o fraco desempenho da Kirin está em nítido contraste com a de sua concorrente Asahi Group Holdings, que informou seus resultados e anunciou um plano de recompra de ações na quarta-feira. As informações são da Dow Jones.

Carregando...