Bolsa de Tóquio fecha em queda de 1,2%

A Bolsa de Valores de Tóquio fechou em queda nesta quarta-feira, após os investidores aproveitarem para realizar lucros com ações de empresas exportadoras japonesas, como Toyota e Fanuc, enquanto papéis das empresas de navegação como Nippon Yusen e as siderúrgicas também tiveram perdas, em parte por causa das projeções econômicas da China. O índice Nikkei cedeu 114,95 pontos (1,2%), para 9.308,35 pontos. O índice registrou sua maior perda porcentual desde 8 de novembro. O índice Topix perdeu 10,21 pontos (1,3%) e fechou aos 771,39 pontos, com 32 dos seus 33 subíndices fechando em terreno negativo.

O volume de vendas caiu em comparação às últimas sessões e ficou 1,73 bilhão de ações. A bolsa começou a sessão com os índices no terreno negativo e a queda prosseguiu no decorrer da jornada. "As dificuldades em resolver o chamado 'abismo fiscal' americano voltaram novamente ao topo e apresentaram uma boa oportunidade de vendas, combinadas a um iene um pouco mais forte", disse o analista de mercado Kenichi Hirano, da corretora Tachibana Securities. "No conjunto, os investidores estrangeiros não estão fugindo e permanecem ativos", disse.

As ações da Honda lideraram a queda entre as montadoras japonesas, caindo 2,1%, enquanto os papéis da Toyota cederam 1,6%. Entre os fabricantes de bens de capital, as ações da Fanuc caíram 1,9%, enquanto da Makino tiveram queda de 3,8%.

As informações são da Dow Jones.

Carregando...