Bolsa de Tóquio fecha em queda de 0,83%

A Bolsa de Valores de Tóquio caiu nesta segunda-feira em virtude da realização de lucros nas sobrecompras de exportadores como a Honda Motor, Canon e Fanuc, compensando a tendência de alta inicial gerada pelo persistente iene fraco. O índice Nikkei recuou 0,83%, aos 10.599,01 pontos, depois de registrar alta de 2,8% na sessão anterior.

O volume de negócios totalizou mais de 3,53 bilhões de ações, o maior desde 21 de dezembro, enquanto que o valor negociado chegou a 1,84 trilhão de ienes (US$ 20,9 bilhões), indicando uma forte participação do investidor estrangeiro.

Os maiores índices subiram modestamente na abertura do pregão, com o Nikkei alcançando sua máxima em 22 meses, estimulado por um enfraquecimento maior do iene, e com as perspectivas de um desfecho antes do esperado para o programa de relaxamento monetário do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), além dos dados dentro das expectativas, divulgados na sexta-feira, sobre o emprego nos EUA. Entretanto, o mercado caiu abaixo do ponto de equilíbrio no meio da manhã.

"Com base em todos os parâmetros técnicos, o mercado está absurdamente superaquecido", disse o analista de mercado da Tachibana Securities, Kenichi Hirano. "A tendência de enfraquecimento do iene está dando sinais de esmorecimento, e, com o Nikkei ainda acima uns 800, 900 pontos de sua média móvel de 25 dias, um período de consolidação é esperado", acrescentou o analista.

O dólar reverteu os ganhos da manhã e era negociado a 87,86 ienes a partir do fechamento do pregão, às 4h, no horário de Brasília. Um euro valia 114,53 ienes.

A realização de lucros abalou as ações de maior liquidez, com a Fanuc recuando 3,8%, a Honda Motor, que perdeu 1,2%, seguida pela Canon, que caiu 2,6%. A Advantest também terminou a sessão com queda de 3,6%.

Dentre as emissões individuais, os papéis do Softbank caíram 1,9%, perdendo terreno pela terceira sessão consecutiva. As ações do Aozora Bank também recuaram 10%, depois que as agências de notícias divulgaram que a Cerberus planeja vender sua participação na companhia ainda neste mês.

As ações relacionadas à demanda doméstica apreciaram a medida de compra de apoio em meio à rotação do capital do investidor. As ações da Fast Retailing subiram 2,7%, enquanto que as da Seven & i Holdings somaram 5,1%. As informações são da Dow Jones.

Carregando...