Mercado abrirá em 9 h 6 min
  • BOVESPA

    109.786,30
    +2.407,38 (+2,24%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.736,48
    +469,28 (+1,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,44
    +0,53 (+1,18%)
     
  • OURO

    1.807,40
    +2,80 (+0,16%)
     
  • BTC-USD

    18.925,10
    -143,39 (-0,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    375,47
    +5,72 (+1,55%)
     
  • S&P500

    3.635,41
    +57,82 (+1,62%)
     
  • DOW JONES

    30.046,24
    +454,97 (+1,54%)
     
  • FTSE

    6.432,17
    +98,33 (+1,55%)
     
  • HANG SENG

    26.909,99
    +321,79 (+1,21%)
     
  • NIKKEI

    26.581,98
    +416,39 (+1,59%)
     
  • NASDAQ

    12.157,25
    +81,25 (+0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4031
    +0,0062 (+0,10%)
     

Bolsa de Tóquio fecha em alta de 2,12% após eleição de Biden e registra maior nível desde 1991

·1 minuto de leitura
Morador de Tóquio passa diante de telão que exibe os resultados da Bolsa de Tóquio
Morador de Tóquio passa diante de telão que exibe os resultados da Bolsa de Tóquio

A Bolsa de Tóquio encerrou a sessão de segunda-feira em alta de 2,12%, com um nível recorde desde 1991, depois da vitória do democrata Joe Biden nas eleições presidenciais dos Estados Unidos, um resultado que era aguardado pelos investidores.

O índice Nikkei fechou a sessão a 24.839,84 pontos, depois de avançar 5,9% na semana passada, um valor que não registrava há 29 anos. 

Tóquio e outras Bolsas já haviam registrado altas consideráveis desde quarta-feira da semana passada, aliviados por terem escapado de uma "onda azul" democrata, já que o equilíbrio de poder que se perfila entre republicanos e democratas no Congresso dificultará para o governo Biden executar amplas reformas fiscais direcionadas aos ricos e grandes empresas.

etb/roc/mar/es/fp