Bolsa de Tóquio fecha em alta com queda do iene

A Bolsa de Tóquio avançou nesta sexta-feira, fechando em níveis anteriores ao da crise financeira global, com a continuidade da desvalorização do iene ante o dólar melhorando a perspectiva do setor manufatureiro do Japão e da economia do país de forma geral. A notícia de que a Escócia rejeitou proposta de independência, em plebiscito realizado ontem, também contribuiu para encorajar a compra de ações na capital japonesa.

O índice Nikkei avançou 1,58%, a 16.321,17 pontos, após o ganho de 1,1% registrado ontem. Na semana, o Nikkei subiu 0,7%, atingindo o maior patamar desde novembro de 2007.

Nos últimos dias, o iene recuou aos menores níveis ante o dólar desde agosto de 2008. Desta forma, tanto o iene quanto o Nikkei voltaram a níveis que não eram vistos desde o colapso do Lehman Brothers, que, em setembro daquele ano, serviu como estopim da crise mundial.

Ações com forte volume de negócios subiram hoje em Tóquio: foi o caso da Fast Retailing (+3,6%) e da Fanuc (+2,5%). Também se destacaram a TDK (+5,4%) e a Shin-Etsu Chemical (+3,6%).

O apetite por renda variável no Japão também aumentou após o primeiro-ministro da Escócia, Alex Salmond, admitir que a maioria dos eleitores escoceses votou contra a independência em relação ao Reino Unido. Alguns investidores temiam que a eventual autonomia escocesa pudesse ter impactos adversos nas economias da Europa. Fonte: Dow Jones Newswires.

Carregando...