Bolsa de Tóquio fecha em alta de 2,4%

A Bolsa de Tóquio terminou o pregão em seu nível mais alto de fechamento em mais de quatro anos, após a notícia de que o governo nomeará um defensor de medidas de relaxamento monetário para a presidência do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês), provocando amplas compras no mercado. O índice Nikkei avançou 2,4%, liderado por papéis fortemente indexados, como a Fast Retailing, a Canon e outros exportadores. Após terminar em alta de alta de 0,7% na sessão anterior, o índice fechou no nível mais alto desde 29 de setembro de 2008.

O Nikkei foi influenciado pelo salto do dólar ante o iene depois que fontes do governo japonês disseram que a gestão do Partido Liberal Democrata (PLD) nomeará o presidente do Banco Asiático de Desenvolvimento, Haruhiko Kuroda, para o cargo de presidente do BoJ. O PLD ainda tem de confirmar oficialmente se Kuroda será o candidato.

"Kuroda foi uma dos três melhores escolhas para o cargo, uma vez que possui contatos internacionais, fala Inglês, e agirá como um bom porta-voz para o governo", disse o estrategista de ações da CLSA, Nicholas Smith. "A suposta escolha de Kikuo Iwata como um dos vice-presidentes também é saudável, pois é ele é um fanático pelo relaxamento da política monetária, o que reforça a confiança (...) de que a mudança no BOJ é realmente verdadeira".

As ações fortemente indexadas foram as que mais se beneficiaram da onda de compras, com a Fast Retailing subindo 3,3%. O Softbank avançou 3,9% e a KDDI ganhou 3,6%.

O Mitsubishi UFJ Financial Group terminou o pregão em alta de 2,7%, enquanto a incorporadora imobiliária Mitsui Fudosan ganhou 6,9%.

Junto com as ações de imobiliárias, siderúrgicas e transportadores apresentaram os melhores desempenhos por setor. Analistas citaram uma combinação entre o enfraquecimento do iene que melhora a competitividade internacional das empresas e o baixo custo relativo das ações como razões para o intensivo movimento de compra. A JFE Holdings subiu 8,6%, enquanto a Nippon Yusen ganhou 5,5%.

Apesar do desempenho geral de alta, alguns traders observaram que os níveis de participação dos investidores refletem cautela, tendo em vista que pouco mais de 1 trilhão de ienes foi negociado até o intervalo do pregão, um nível mais leve do que o normal.

No lado negativo do pregão, as ações de Sharp perderam 5,2% após notícias de que as negociações com a Hon Hai Precision Industry sobre uma suposta parceria foram encerradas, estimulando a especulação de que a fabricante de eletrônicos pode optar por uma nova emissão de ações para arrecadar capital. As informações são da Dow Jones.

Carregando...