Bolsa de Tóquio fecha em alta de 0,4%

A Bolsa de Tóquio começou a semana em alta impulsionada por uma movimento de barganha durante a sessão, após uma sexta-feira em queda devido a pressão de um dólar mais enfraquecido na semana passada. Analistas também citaram a apreensão do mercado antes da divulgação de um relatório pelo Banco do Japão (BoJ) sobre sentimento de negócios antes do pregão de amanhã.

O índice Nikkei teve ganhos de 0,4%, aos 15.162,10 pontos. Na sexta-feira passada, a queda havia sido de 1,4%, o maior declínio desde o dia 16 de março.

"As taxas de retorno norte-americanas continuam a cair, o que mostra um forte movimento de compra dos Treasuries e pressiona o dólar", observou Hiroyuki Fukunaga, diretor da Investrust. "Os investidores não estão confiantes na recuperação econômica dos EUA seja robusta, o que prejudica e limita o mercado acionário no Japão", completou.

Até o fechamento da bolsa japonesa, o dólar vinha operando em baixa frente ao iene, cotado a 101,30 ienes, às 3h (horário de fechamento), abaixo dos 101,39 ienes de sexta-feira.

No mercado corporativo, as ações relacionadas ao mercado doméstico japonês se destacaram ao longo da sessão. Os papéis da loja de conveniência Seven & I Holdings tiveram ganhos de 1,5% e da Secom subiram 0,9%.

As financeiras também tiveram bons resultados, com a expectativa de que o governo japonês reveja as leis de crédito, o que permitirá um aumento das taxas de empréstimos. Credit Saison terminou a sessão com alta de 2,3%, Acom ganhou 16% e Aiful subiu 11%.

Os papéis da Ajinomoto tiveram alta de 1,6% com a informação de que a empresa fez uma proposta para comprar a Wild Flavor por 300 bilhões de ienes. Já a Honda Motor subiu 0,4%, com a notícia de que os jatos da HondaJet concluíram com êxito seu primeiro voo nos EUA. Fonte: Dow Jones Newswires.

Carregando...