Bolsa de NY tem leve alta em dia de noticiário fraco

A Bolsa de Nova York finalizou em leve alta nesta segunda-feira, em uma sessão com baixo volume de negociação e sem indicadores econômicos importantes para guiar os investidores.

O índice Dow Jones subiu 14,75 pontos (0,11%) e fechou a 13.169,88 pontos. O Nasdaq ganhou 8,92 pontos (0,30%), encerrando a 2.986,96 pontos. E o S&P 500 teve alta de 0,48 ponto (0,03%), finalizando a sessão a 1.418,55 pontos.

Na ausência de dados e eventos macroeconômicos importantes nos Estados Unidos, as Bolsas foram influenciadas por fatores da Europa e da China, além do noticiário corporativo. Na Itália, o primeiro-ministro Mario Monti anunciou no fim de semana que pretende renunciar assim que o orçamento de 2013 for aprovado no Parlamento. A decisão ocorreu após o partido do ex-premiê Silvio Berlusconi retirar seu apoio a Monti. Berlusconi já disse pretende concorrer nas próximas eleições, que devem ocorrer no começo de 2013.

A China informou que suas exportações subiram apenas 2,9% em novembro em relação a novembro de 2011. O dado veio muito abaixo do crescimento de 11,6% assinalado em outubro, e também bem distante da mediana das previsões dos economistas, que apontava expansão de 9,6%. Por outro lado, a produção industrial chinesa cresceu 10,1% em novembro, na comparação com o mesmo mês do ano passado, o que representa uma aceleração em relação a outubro, quando houve aumento anual de 9,6%.

Nos EUA, o grande foco continua sendo as negociações para evitar o abismo fiscal, uma série de cortes de gastos e aumentos de impostos programada para entrar em vigor no começo do ano que vem e que faria a economia cair em recessão. Mais cedo, o presidente norte-americano, Barack Obama, cobrou novamente que o Congresso prorrogue os cortes nos impostos para a classe média. No domingo (09), ele se encontrou com o presidente da Câmara dos Representantes, o republicano John Boehner, mas o conteúdo da conversa não foi divulgado.

"Claramente as negociações estão se movimentando, mas em que direção nós não sabemos. O tom no mercado de ações é que as pessoas estão cautelosamente otimistas", comenta Andrew Wilkinson, estrategista-chefe da Miller Tabak & Co.

No noticiário corporativo, as ações da rede de fast food McDonald's subiram 1,05%, após a companhia divulgar que as vendas globais (no conceito mesmas lojas) cresceram 2,4% em novembro, bem acima do esperado. Os papéis da Cisco System tiveram valorização de 2,35%. A companhia manteve sua projeção de longo prazo de crescimento entre 5% e 7% na receita.

Do outro lado, a Apple perdeu 0,64%, após a consultoria Jefferies reduzir o preço-alvo da ação para US$ 800, citando receios com pressões sobre a margem de lucro da empresa. E a AIG recuou 2,26%, depois de informar que as perdas com a passagem do furacão Sandy pela Costa Leste dos EUA vão ficar em US$ 1,3 bilhão. As informações são da Dow Jones.

Carregando...