Bolsa de NY segue em queda atenta a abismo fiscal

O mercado norte-americano de ações opera em baixa, mas os principais índices recuperaram parte das perdas da abertura. Os investidores estão atentos ao início das negociações entre o presidente Barack Obama e as lideranças do Congresso sobre a questão fiscal. "Até vermos alguma clareza sobre o 'abismo fiscal' e de que as tensões no Oriente Médio poderão ser resolvidas politicamente, e não militarmente, podemos esperar que o mercado continue muito nervoso", disse o trader Ryan Larson, da RBC Global Asset Management.

Há pouco, o presidente Obama e os líderes dos dois partidos no Congresso dos EUA iniciaram sua primeira reunião na tentativa de evitar o "abismo fiscal", situação na qual o país estará em janeiro com o fim de cortes temporários de impostos para os mais ricos simultâneo a uma série de gastos públicos automáticos. No Oriente Médio, o foco das atenções é a nova ofensiva militar de Israel contra o território palestino de Gaza.

Nos EUA, o Federal Reserve informou que a produção industrial do país encolheu 0,4% em outubro, quando os economistas previam uma expansão de 0,2%; os dados de setembro também foram revisados para baixo.

Ações dos setores de tecnologia e telecomunicações estão entre as maiores baixas. Há pouco, as ações da Dell caíam 8,6% em reação a seu informe de resultados; as da Hewlett-Packard, que deve divulgar balanço na próxima terça-feira (20), recuavam 4,7%. No setor de comércio varejista, as ações da Gap subiam 0,5% e as da Sears caíam 15,7% há pouco; ambas divulgaram resultados.

Às 14h15 (pelo horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 41 pontos (0,33%), para 12.501 pontos; o Nasdaq perdia 17 pontos (0,61%), para 2.819 pontos; e o S&P-500 recuava 6 pontos (0,51%), para 1.346 pontos. As informações são da Dow Jones.

Carregando...