Bolsa de NY fecha quase estável após fala de Bernanke

Os principais índices da Bolsa de Nova York fecharam perto da estabilidade nesta quarta-feira, reduzindo os ganhos da sessão durante a entrevista à imprensa do presidente do Federal Reserve (Fed), Ben Bernanke. Os investidores reavaliaram as consequências do novo programa de bônus do Fed e sua pretensão de manter baixa a taxa de juros enquanto a taxa de desemprego permanecer acima de 6,5%.

O índice Dow Jones caiu 2,99 pontos (0,02%) e terminou a 13.245,45 pontos, após cinco sessões consecutivas de fortes altas. Na véspera, o índice fechou em seu maior nível desde 22 de outubro. O S&P 500 ganhou 0,64 ponto (0,04%), encerrando a 1.428,48 pontos. O Nasdaq recuou 8,49 pontos (0,28%), finalizando a sessão a 3.013,81 pontos.

O Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) anunciou que vai "inicialmente" comprar US$ 45 bilhões em treasuries de longo prazo por mês. O mais recente estímulo do banco vai substituir o programa conhecido como Operação Twist, em que o Fed comprava bônus de longo prazo no valor de US$ 45 bilhões a cada mês e vendia cerca da mesma quantidade de treasuries de curto prazo. O novo programa de compra de bônus vai ampliar o tamanho do portfólio de ativos do banco central, que atingiu US$ 2,861 trilhões na semana passada.

Além disso, o Fed mudou sua estratégia de comunicação ao especificar os níveis de desemprego e inflação que poderão motivá-lo a começar a elevação da taxa de juros, que atualmente é zero.

Após o anúncio, o índice Dow Jones, que operava próximo à estabilidade, chegou a avançar 81 pontos, mas reduziu os ganhos durante a coletiva de imprensa de Bernanke, na qual ele afirmou que o Fed continuará acompanhando a situação econômica, mas não poderá amenizar os efeitos do abismo fiscal, uma série de aumentos de impostos e cortes de gastos automáticos que entrarão em vigor no começo do ano que vem, se não houver acordo no Congresso para evitá-los.

"O fato de que teremos estímulos por um longo tempo não foi surpresa, mas eu não imaginava que eles contemplariam ligar essa ação à taxa de desemprego como foi feito", disse o analista da Chase Investment Counsel Peter Tuz.

"Se o Fed vai continuar sua política acomodatícia até a taxa de desemprego chegar a 6,5%, eles farão isso por um longo tempo", disse o vice-presidente da Cuttone, Keith Bliss. "Para mim ficou claro que eles estão tentando inflar ativos e impulsionar a demanda interna. Acredito que isso terá efeito inicialmente, mas depois as pessoas vão parar para pensar sobre qual é a eficácia real dessas medidas para a economia. E essa eficácia tem diminuído a cada esforço do Fed."

As ações financeiras e de telecomunicações pressionaram os índices para cima. Hewlett-Packard e DuPont lideraram os ganhos do Dow Jones, avançando 2,0% e 1,5%, respectivamente. A DuPont anunciou mais cedo um programa de recompra de ações no valor de US$ 1 bilhão. Por outro lado, o Walmart liderou as perdas do índice, recuando 2,6%. As informações são da Dow Jones.

Carregando...