Mercado abrirá em 7 h 47 min
  • BOVESPA

    122.515,74
    +714,95 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.869,48
    +1,16 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,19
    -0,07 (-0,10%)
     
  • OURO

    1.814,40
    -7,80 (-0,43%)
     
  • BTC-USD

    38.207,57
    -1.535,01 (-3,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    927,42
    -33,48 (-3,48%)
     
  • S&P500

    4.387,16
    -8,10 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.838,16
    -97,31 (-0,28%)
     
  • FTSE

    7.081,72
    +49,42 (+0,70%)
     
  • HANG SENG

    25.987,16
    -248,64 (-0,95%)
     
  • NIKKEI

    27.565,84
    -215,18 (-0,77%)
     
  • NASDAQ

    14.976,00
    +23,25 (+0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1224
    -0,0217 (-0,35%)
     

BOLSA EUA-Wall Street cai após alta em pedidos de auxílio-desemprego

·1 minuto de leitura
Fachada da Bolsa de Valores de Nova York, em Wall Street

Por Devik Jain e Shreyashi Sanyal

(Reuters) - Os índices S&P 500 e Dow Jones caíam nesta quinta-feira, depois de dados mostrarem que os pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos chegaram a uma máxima de dois meses, enquanto a alta em ações de megacaps dava algum suporte para o Nasdaq.

O Departamento do Trabalho informou que o número de norte-americanos que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego aumentou em 51 mil, para 419 mil em dado ajustado sazonalmente na semana encerrada em 17 de julho.

Mas isso não deve sugerir uma mudança material nas condições do mercado de trabalho, já que se espera outro mês de forte crescimento do emprego em julho.

"Apenas um dado não é tendência, e um caso isolado pode provavelmente ser atribuído a preocupações com a variante Delta. Se os dados de emprego não mudarem em breve, os mercados e o Fed serão alertados", disse Cliff Hodge, diretor de investimento da Cornerstone Wealth.

Os investidores têm acompanhado de perto a saúde do mercado de trabalho, do qual depende a política monetária do Federal Reserve, especialmente depois de uma série de leituras mais altas de inflação recentemente ter provocado temores sobre uma redução do suporte mais cedo que o esperado conforme a economia reabre.

Setores economicamente sensíveis do S&P 500 recuavam no início do pregão, com o de energia em queda de 1,2%, depois de subir nas últimas duas sessões. O setor de tecnologia era o que mais ganhava entre os 11 principais índices.

Às 11:38 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,12%, a 34.756 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,017436%, a 4.359 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,36%, a 14.684 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos