Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.794,28
    -1.268,26 (-1,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.192,33
    +377,16 (+0,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,66
    +0,05 (+0,07%)
     
  • OURO

    1.753,20
    -3,50 (-0,20%)
     
  • BTC-USD

    47.675,41
    -388,39 (-0,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.209,85
    -23,43 (-1,90%)
     
  • S&P500

    4.473,75
    -6,95 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    34.751,32
    -63,07 (-0,18%)
     
  • FTSE

    7.027,48
    +10,99 (+0,16%)
     
  • HANG SENG

    24.667,85
    -365,36 (-1,46%)
     
  • NIKKEI

    30.323,34
    -188,37 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    15.503,50
    -14,25 (-0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2014
    +0,0054 (+0,09%)
     

BOLSA EUA-S&P 500 e Nasdaq tocam máximas recordes com alívio em temores sobre redução de estímulo

·1 minuto de leitura
Operadores trabalham na Bolsa de Nova York, EUA

Por Shashank Nayar

(Reuters) - Os índices S&P 500 e Nasdaq atingiram máximas recordes nesta segunda-feira, com comentários "dovish" do Federal Reserve na semana passada reforçando o otimismo em relação à recuperação econômica e diminuindo temores de uma redução repentina no estímulo monetário.

Falas "dovish" indicam menor urgência para redução de estímulos ou alta de juros.

Apple, Microsoft, Amazon.com, Alphabet (controladora do Google) e Nvidia subiam entre 0,6% e 1,3%, ajudando o Nasdaq a superar os outros dois principais índices.

O S&P 500 está caminhando para sua maior sequência de ganhos mensais desde 2018, em meio à promessa de dinheiro fácil e com investidores ignorando sinais de desaceleração da recuperação econômica e um salto nos casos de Covid-19.

O chair do Fed, Jerome Powell, disse na sexta-feira que o banco central continuará a ser cauteloso em sua abordagem sobre a redução do estímulo da era da pandemia, reafirmando acreditar numa recuperação econômica estável nos EUA.

"Os investidores acham que um regime de juros baixos é um sinal verde para permanecerem alocados em ações e estão mais interessados em fazer parte dessa alta dramática do que temer a queda do mercado", disse Rick Meckler, sócio da Cherry Lane Investments.

O S&P 500 subia 2,6% no acumulado de agosto --período sazonalmente fraco para as ações--, e analistas do Wells Fargo disseram na semana passada que o índice deve ganhar mais 8% até o fim do ano.

Às 12:06 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,09%, a 35.486 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,520694%, a 4.533 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,84%, a 15.257 pontos.

(Por Sruthi Shankar)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos