Mercado abrirá em 5 h 37 min

Bolsa de Cingapura planeja lançar futuros de vergalhão de aço

Krystal Chia
·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A Bolsa de Cingapura (SGX) planeja lançar contratos futuros de vergalhão de aço no próximo ano, o que permitirá apostas diretas pela primeira vez de investidores estrangeiros nos preços da liga, que é vista como um dos termômetros de crescimento da China.

Os futuros, programados para o primeiro trimestre, serão precificados em relação ao índice de vergalhão Mysteel Shanghai, de acordo com a bolsa, que é a maior câmara de compensação mundial de derivativos de minério de ferro. Embora detalhes específicos do contrato não tenham sido anunciados, serão denominados em dólares e liquidados em dinheiro, de acordo com uma pessoa a par do assunto, que pediu para não ser identificada.

A notícia do novo contrato chega quando o minério de ferro - que já é negociado na SGX e está no nível mais alto desde o lançamento dos futuros em 2013 - consolida sua posição com o melhor desempenho neste ano entre as principais commodities. A escassez da matéria-prima coincidiu com o aumento da demanda por aço na China, o maior consumidor e produtor, onde pesados investimentos em construção ajudam na recuperação da economia.

O contrato de vergalhão da SGX deve ser o primeiro a permitir que investidores estrangeiros apostem diretamente nos derivativos de aço chineses. A Bolsa de Futuros de Xangai atualmente tem quatro produtos de aço, incluindo o vergalhão, mas que não podem ser negociados por estrangeiros. Os futuros de minério de ferro da Bolsa de Commodities de Dalian estão abertos para operadores estrangeiros.

O vergalhão é o segmento mais representativo de produtos da indústria siderúrgica chinesa, que movimenta US$ 800 bilhões, disse o vice-presidente da Mysteel, Xia Xiaokun, em comunicado. Cerca de 90% dos negócios de vergalhão de longo prazo estão atrelados a seus índices, disse.

A China domina o mercado de ferrosos, e o foco principal da bolsa é atender à demanda de investidores pelo melhor representante para o mercado global de aço, disse no comunicado o responsável por commodities da SGX, William Chin. O novo contrato, que ainda está sujeito à aprovação regulatória, “servirá como uma ferramenta eficiente de transferência de risco para participantes nacionais e internacionais que buscam proteger seu risco do preço do aço”.

Os futuros também oferecerão oportunidades de arbitragem para negociações entre Cingapura e Xangai, acrescentou em outro e-mail.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.