Mercado fechado

Bolsa brasileira ganha uma hora a mais de pregão a partir de novembro

JÚLIA MOURA
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Bolsa de Valores brasileira vai ganhar uma hora a mais de pregão a partir de 3 de novembro. Para acompanhar o fim do horário de verão dos Estados Unidos, o pregão brasileiro será estendido até as 18h, com início às 10h. Com o alongamento, não haverá after market, negociações após o fim do pregão tradicional que geralmente acontecem entre 17h30 e 18h. Normalmente, a Bolsa fecha às 17h. Mas, sem o horário de verão dos EUA, o pregão brasileiro terminaria suas negociações antes do mercado americano fechar. Wall Street encerra as negociações de ações às 16h do horário local, que são 17h em Brasília hoje e serão 18h a partir de 1º de novembro. Em 14 de Março de 2021, os Estados Unidos entram em horário de verão novamente e a Bolsa brasileira volta a fechar às 17h. Essa alteração acontece todos os anos. Cerca de metade do volume negociado no Ibovespa vem de investidores estrangeiros, em sua maioria americanos. Já a negociação de contratos futuros e de opções vão acontecer das 9h às 18h30 , com exceção de contratos futuros de Ibovespa e do minicontrato de Ibovespa, que param de ser negociados 18h25.