Mercado abrirá em 4 h 19 min
  • BOVESPA

    106.927,79
    +1.397,79 (+1,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.744,92
    -185,48 (-0,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,50
    +0,68 (+0,81%)
     
  • OURO

    1.821,30
    +4,80 (+0,26%)
     
  • BTC-USD

    42.848,42
    -367,93 (-0,85%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.030,74
    +5,01 (+0,49%)
     
  • S&P500

    4.662,85
    +3,82 (+0,08%)
     
  • DOW JONES

    35.911,81
    -201,79 (-0,56%)
     
  • FTSE

    7.542,95
    -20,90 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    24.202,52
    -180,80 (-0,74%)
     
  • NIKKEI

    28.333,52
    +209,24 (+0,74%)
     
  • NASDAQ

    15.563,50
    -32,25 (-0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3170
    -0,0004 (-0,01%)
     

Bolsa avança a 106 mil pontos com impulso da PEC dos Precatórios

·2 min de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 08.08.2011 - Painéis de indicadores econômicos na sede da Bolsa de Valores de SP. (Foto: Alessandro Shinoda/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 08.08.2011 - Painéis de indicadores econômicos na sede da Bolsa de Valores de SP. (Foto: Alessandro Shinoda/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Bolsa de Valores brasileira iniciou a sessão desta sexta-feira (3) ainda embalada pelo otimismo gerado na véspera com a aprovação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) dos Precatórios pelo Senado.

O mercado financeiro avalia a PEC como alternativa para que o Orçamento de 2022 comporte o Auxílio Brasil, tornando o cenário fiscal para o próximo ano menos imprevisível.

Às 10h35, o Ibovespa subia 1,51%, a 106.048 pontos, a máxima do dia até o momento. O dólar recuava 0,63%, a R$ 5,62, e os juros dos contratos DI para 2023 cediam 0,24 ponto percentual, a 11,34% ao ano.

O índice de referência para o mercado de ações do país saltou 3,66% nesta quinta-feira (2), movimento estimulado principalmente pela PEC dos Precatórios, mas que também acompanhou uma forte recuperação dos mercados dos Estados Unidos um dia após a liquidação gerada pela notícia da chegada ao país de um paciente infectado com a variante ômicron.

Nicolas Borsoi, economista-chefe da Nova Futura, avalia que os ativos locais ainda devem subir com a nova precificação desencadeada pela aprovação da PEC, mas alerta que a divulgação de um "payroll forte" nos Estados Unidos pode gerar uma alta nos juros futuros americanos e prejudicar os mercados de risco.

O relatório conhecido como payroll (folha de pagamento) é utilizado pelo governo americano para avaliar o nível de emprego nas atividades urbanas.

Uma retomada muito forte do emprego pode indicar aos investidores que a já elevada inflação poderá ganhar mais fôlego, obrigando o governo a antecipar a alta dos juros.

Esse movimento tende a levar investidores a buscar ganhos seguros nos títulos do Tesouro americano e a diminuir aplicações em bolsas, principalmente nas mais arriscadas, como é o caso da brasileira.

Na última terça-feira, receios sobre a nova variante do coronavírus e incertezas quanto à inflação americana, além de um cenário fiscal doméstico ainda incerto, levaram o Ibovespa a ficar perto de cair abaixo dos 100 mil pontos, algo que não acontece desde novembro de 2020.

No mercado de petróleo, o barril do Brent subia 2,84%, a US$ 71,65 (R$ 406,66).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos